Invasor de Portugal x Uruguai é banido da Copa do Mundo

Italiano Mario Ferri, invasor da partida da última segunda-feira, foi banido pela FIFA.
Italiano Mario Ferri, invasor da partida da última segunda-feira, foi banido pela FIFA. Foto: (Richard Sellers/Getty Images)

Detido pelos seguranças da partida entre Portugal e Uruguai na última segunda-feira, o invasor italiano Mario Ferri foi banido pela FIFA a assistir outros jogos da Copa do Mundo do Catar, que está sendo realizada entre os dias 20 de novembro e 18 de dezembro deste ano. O Hayya Card, visto concedido aos torcedores estrangeiros para que possam acessar os estádios do Mundial, de Mario foi cancelado e, desta forma, ele não poderá utilizar os outros ingressos que possuía para as partidas restantes.

De acordo com um comunicado emitido pelo Comitê Supremo para Entregas e Legado da Copa, a embaixada italiana também foi informada: "Após a invasão de campo na última noite durante a partida entre Portugal e Uruguai, podemos confirmar que o indivíduo envolvido foi liberado logo após ser removido do campo. Sua embaixada foi informada. Como consequência de suas ações, e como de praxe, seu Hayya Card foi cancelado e ele foi banido de estar em futuras partidas neste torneio".

Leia também:

Mario Ferri se encontrou com Gianni Infantino, presidente da FIFA, e teve um diálogo sobre a sua invasão: "Escolhi o melhor cenário para mandar as mensagens. Quando me prenderam, o Infantino (presidente da Fifa) desceu e perguntou 'Por quê? Por quê? Por quê?'. Ele se lembrava das outras (invasões em) Copas. Eu disse: 'porque jogamos polícia e ladrão. Eu contra 5 mil'".

O italiano é conhecido por ser um famoso invasor de campo durante partidas de futebol. Com 35 anos de idade, esta foi a 11ª vez que ele praticou o ato, tendo 'estreado' na Copa do Mundo de 2014, no Brasil, na partida entre Bélgica e Estados Unidos.