Invasão de abelhas paralisa jogo na Copinha

Um inusitado episódio na partida entre Mirassol e União ABC, válida pelo Grupo 2 da Copa São Paulo de Futebol Júnior, fez com que o jogo fosse paralisado no Estádio Manoel Francisco Ferreira por alguns minutos. A razão:: um enxame de abelhas, que atacou um integrante da equipe de arbitragem.

Além do profissional que comandava a partida, um cinegrafista, que realizava trabalho para o Paulistão Play, serviço de transmissão oficial do torneio, também sofreu picadas e recebeu atendimento de equipes médicas presentes no estádio em Bálsamo, interior de São Paulo. Após o enxame deixar o local, a partida foi retomada normalmente.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Leia também:

Tudo começou logo após o clube de São Paulo marcar o seu terceiro gol, aos 16 minutos do segundo tempo da partida. Além dos dois profissionais envolvidos no jogo, que precisaram de atendimento médico, alguns atletas, que estavam dentro de campo ou aquecendo do lado de fora das quatro linhas, as comissões técnicas e outros profissionais também foram atacados pelo enxame de abelhas.

Quem estava dentro do gramado, se deitou no chão e esperou que a 'nuvem de abelhas' passasse pela região, mas alguns jogadores destemidos mantiveram seu trabalho de aquecimento normalmente, sem se importar com possíveis ferroadas que poderiam ter sido sofridas. O jogo, que ficou paralisado por cerca de 15 minutos, teve seu recomeço assinalado pelo árbitro Clayton de Oliveira Dutra normalmente.

O Mirasssol chegou a abrir 3 a 0 no placar, sendo o primeiro de pênalti, marcado por Miguel, e Douglas completando o 2 a 0 ainda no primeiro tempo. Já no segundo, Arilton fez o gol que antecedeu o ataque das abelhas e Joaninha descontou para o União ABC, decretando o placar de 3 a 1.