Intermediário santista sondou Osorio antes de ele fechar com o Paraguai

Yahoo Esportes
<em>Técnico colombiano chegou a ter proposta oficial do Peixe no fim de julho (Pedro Vilela/Gazeta Press)</em>
Técnico colombiano chegou a ter proposta oficial do Peixe no fim de julho (Pedro Vilela/Gazeta Press)

Em meio à guerra fria dos últimos dias entre o presidente José Carlos Peres e o técnico Cuca, um intermediário santista procurou um empresário colombiano com excelente trânsito junto a Juan Carlos Osorio para fazer uma nova sondagem. O Blog teve acesso à troca de mensagens mostrando que o empresário admitia um primeiro contato, na semana passada.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

Na segunda-feira, porém, qualquer chance de acordo foi desfeita com o anúncio de que Osorio comandará a seleção do Paraguai de olho na Copa do Mundo de 2022, no Catar. O ex-são-paulino era, no fim de julho, o preferido de Peres para o lugar de Jair Ventura, mas não respondeu à oferta do Peixe e acabou sendo preterido por Cuca.

Uma pessoa próxima ao presidente do Santos nega que a nova investida teve o consentimento de Peres. Tudo porque desde sábado o mandatário trabalha para aparar as arestas com Cuca. Na viagem ao Rio de Janeiro, devido ao jogo com o Vasco, Peres e Cuca sentaram para conversar cara a cara. E o presidente saiu do encontro convencido de que o clima melhorará.

Vale lembrar que, desde a escalação irregular de Carlos Sanchez, na partida contra o Independiente, na Argentina, pela Libertadores, dirigente e treinador trocavam farpas via imprensa. Primeiro, Cuca foi a público para avaliar que o “Santos tem que melhorar muito profissionalmente, internamente”. Disse ainda que a presença de Sanchez no jogo era um “erro muito grave e muito grande, o ‘beabá’ do futebol”.

Convocou-se, então, uma coletiva para o dia seguinte com Peres e Cuca, com a finalidade de acalmar os ânimos. No entanto, ela foi cancelada sob a justificativa de que o presidente pegou trânsito na rodovia que liga São Paulo a Santos.

Na semana seguinte, Peres afirmou à imprensa que, como presidente, é ele quem manda no clube, cabendo ao treinador se ocupar apenas com o futebol. Ele acrescentou que Cuca teria reconhecido seu erro no desabafo pós-punição. Mas, 24 horas mais tarde, Cuca garantiu em entrevista coletiva que não se retratou das críticas e deixou claro que não tinha motivos para pedir desculpas ao presidente.

Apesar da enorme confusão, é bom que se diga que o nome de Cuca foi sugerido pela pequena ala que apoia Peres dentro da Vila Belmiro. A oposição fazia campanha pela contratação de Vanderlei Luxemburgo. Em pouco mais de um mês de trabalho, Cuca venceu quatro partidas, empatou três e perdeu duas, além do fatídico 0 a 0 com o Independiente, que se transformou em uma derrota por 3 a 0 depois da punição imposta pela Conmebol.

Tal pena pode ser decisiva no processo de impeachment do qual Peres é alvo dentro do Santos, conforme o Blog explica nesse vídeo.


Leia também