Interlagos aproxima top-3, mas Ferrari é favorita em classificação incógnita

EVELYN GUIMARÃES


Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Depois de um desempenho para lá de estranho em Austin, a Ferrari parece ter retornado ao ponto em que comandava a velocidade de reta na F1. Os dois carros vermelhos se apresentaram fortes nesta sexta-feira (15) nublada e chuvosa em Interlagos. É bem verdade que o primeiro treino livre nem pode ser considerado de fato, dada as condições de água na pista, mas a segunda sessão serviu para entender o quanto a equipe italiana é favorita à pole, mas nem tanto à corrida. 

Sebastian Vettel cravou o tempo mais rápido do dia em 1min09s217, a marca foi apenas 0s021 melhor que a do companheiro Charles Leclerc. Quem mais se aproximou foi Max Verstappen, que ficou a 0s134. Valtteri Bottas e Lewis Hamilton surgiram logo atrás, sendo que o inglês terminou 0s223 atrás. Tudo muito equilibrado, portanto, mas há aspectos que devem colocar a Ferrari um pouco à frente neste sábado.

Charles Leclerc (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)


Vettel e Leclerc se mostraram velocíssimos no primeiro e no terceiro setores do circuito paulistano. A estimativa é de que a Red Bull esteja perdendo 0s7 nas retas, enquanto a Mercedes tem um déficit ainda maior, principalmente na parte final do traçado de São Paulo. O que salva das duas equipes é o trecho intermediário. Ou seja, a parte mais sinuosa. E como é um setor longo, e em uma pista tão curta, compensa a diferença, no fim das contas. O que vai pesar na classificação, no entanto, é a estratégia. 

O tráfego durante a tarde foi um desafio e acabou prejudicando diversos pilotos, entre eles, Hamilton e o próprio Vettel. O inglês foi atrapalhado nas duas tentativas de simulação de classificação – a primeira pelo próprio companheiro de equipe e a segunda por Pierre Gasly – Lewis não conseguiu uma volta limpa durante o TL2. 

Agora se a Ferrari está forte em classificação e conta novamente com o motor a plenos pulmões, o ritmo de corrida não é lá essas coisas. Já pensando na punição que terá no domingo, Leclerc tratou de trabalhar em desempenho de prova, andando com os pneus médios, enquanto Vettel avaliou os macios. Embora relativamente consistentes, os tempos de voltas foram inferiores ao de Mercedes e da Red Bull, que agora parece ter mais força para surpreender de novo, como fez na Austin. 

Diante desse cenário, já dá para dizer que a disputa entre as três deve ser muito mais próxima do que há duas semanas, nos EUA. "Não acho que você possa confiar nos tempos de volta de hoje. As três equipes da ponta estão muito próximas. Vai depender de como estará a pista amanhã. Então, hoje, foi bom apenas poder pilotar um pouco", disse Verstappen.

Max Verstappen (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)


E seguindo a tendência da F1 ‘A’, o pelotão intermediário também surgiu apertado, com um surpreendente Kevin Magnussen na liderança, em sexto. O que mais chamou a atenção foi a diferença abaixo de 0s5 entre o dinamarquês e o 17º colocado, Lance Stroll. É claro que o clima altamente instável em São Paulo deve ter um peso grande na disputa, mas o que importa é que, ao menos do que foi essa sexta-feira, a F1 começa sem favoritos no Brasil.

O GRANDE PRÊMIO cobre in loco o GP do Brasil com os jornalistas Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Flavio Gomes, Gabriel Carvalho, Gabriel Curty e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe todo o noticiário aqui e tudo dos bastidores e das atividades em pista AO VIVO e em TEMPO REAL.

 

Paddockast # 42

QUEM É VOCÊ NO GP DO BRASIL?


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM






Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo


O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.


Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.







Leia também