Inter questiona Federação sobre estádio e inscrição de novo goleiro

MARINHO SALDANHA

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Internacional emitiu um comunicado oficial questionando duas decisões da FGF (Federação Gaúcha de Futebol). A primeira parte se referia ao estádio que receberá uma das finais do Estadual, e a segunda aponta a inscrição de um novo goleiro. Contudo, a entidade não irá atender aos pedidos do clube.

Sobre o local da partida, a equipe colorada pediu o cumprimento do regulamento que prevê que a final, com participação de Inter ou Grêmio, não pode ser disputada em um estádio com capacidade inferior a 10 mil torcedores.

O Novo Hamburgo trabalha com a instalação de arquibancadas móveis no Estádio do Vale para atingir tal marca e a FGF emitiu comunicado dizendo que irá esperar até o dia 2 de maio para conclusão.

O questionamento do Internacional é sustentando pelo próprio regulamento do Gaúcho, que diz que o segundo local de uma partida, uma vez que o primeiro não atende a capacidade mínima, deve ser indicado até 48 horas depois da semifinal.

Sobre a inscrição de um novo jogador, o Inter também pediu uma manifestação oficial da FGF. Como tal situação não está prevista no regulamento, o clube quer um comunicado do presidente Francisco Novelletto Neto sobre o caso.

"Tendo em vista a notória situação de lesão dos atletas Danilo Fernandes e Marcelo Lomba, solicitamos a inscrição do goleiro Daniel de Sousa Brito para o Campeonato Gaúcho, atleta devidamente registrado no Boletim Informativo Diário da CBF", diz a nota do Inter.

Segundo o presidente Francisco Novelletto Neto, a entidade irá avaliar as solicitações para o regulamento da temporada que vem. O mandatário ainda diz que a Federação indicou o Centenário como local do jogo, caso o Novo Hamburgo não atenda as condições necessárias em sua casa. Até agora, o jogo está marcado para ocorrer no Centenário. Mas deverá ser disputado mesmo em Novo Hamburgo, porque o clube está próximo de conseguir as liberações necessárias.

"A Federação indica Caxias, mas descumpre o regulamento ao dar o prazo maior para o Novo Hamburgo. O presidente Novelletto está dizendo que o jogo será em Novo Hamburgo, descumprindo o regulamento. O estádio, até hoje, não tem capacidade para 10 mil pessoas. O regulamento está sendo descumprido. Só solicitamos o cumprimento do regulamento. É um jogo que demandará muito fluxo, é um jogo importante, entendemos que o Novo Hamburgo terá todo o direito, será um grande enfrentamento, mas queremos o cumprimento do regulamento", rebateu o vice de futebol do Inter, Roberto Melo, à Rádio Gaúcha.