Inter de Milão volta a ser campeã italiana após 11 anos

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Internazionale voltou a comemorar o título de campeã italiana depois de 11 anos. Neste domingo (2), a conquista foi obtida fora de campo, com o empate entre Sassuolo e Atalanta, por 1 a 1.

O time de Bérgamo era o único que ainda poderia alcançar a Inter de Milão, líder com 82 pontos a quatro rodadas do fim da Serie A, mas foi a 69 e perdeu as chances matemáticas.

O último troféu do clube na liga italiana, que agora chega a 19 e ultrapassa o rival Milan, havia sido conquistado na temporada 2009/10, quando o time treinado por José Mourinho levou a tríplice coroa, vencendo também a Copa da Itália e a Champions League.

A conquista da equipe hoje comandada por Antonio Conte, 51, quebra uma sequência de nove títulos nacionais consecutivos da Juventus. Os três primeiros foram obtidos justamente com Conte (2012, 2013 e 2014). Depois da passagem pelo time de Turim, o técnico trabalhou na seleção italiana e no Chelsea (onde faturou uma Premier League), até chegar à Inter para a temporada 2019/20.

Após os vice-campeonatos da Serie A e da Liga Europa no ano passado, o time azul e preto não deu chance para os rivais e arrancou para a taça no segundo turno. O atacante belga Romelu Lukaku, com 21 gols (vice-artilheiro) e 10 assistências até agora, foi o grande destaque da campanha vitoriosa.

A Juventus, dona de 36 taças e atualmente treinada por Andrea Pirlo, 41, faz uma temporada 2020/21 bem abaixo das expectativas. Eliminada nas oitavas de final da Champions League pelo Porto, a equipe que conta com o artilheiro Cristiano Ronaldo (27 gols na liga até agora) ainda luta para se garantir na edição seguinte da competição europeia.

Precisa ficar entre os quatro primeiros e está na terceira posição, com os mesmos 69 pontos da Atalanta e do Milan (quarto colocado). A briga pela Champions ainda reúne Napoli (67 pontos) e Lazio (64, com um jogo a menos).