Inter de Milão coloca dinamarquês Eriksen à venda

·1 minuto de leitura
O meia da Inter de Milão, Christian Eriksen (centro), passou grande parte da temporada no banco de reservas

Christian Eriksen pode ter disputado sua última partida com a camisa da Inter de Milão, depois que o CEO do clube 'nerazzurri', Giuseppe Marotta, abriu as portas para a saída do meia dinamarquês, ao colocá-lo como "transferível" no próximo 'mercato' de contratações.

O ex-jogador do Tottenham ficou de fora do último jogo da Inter antes do Natal, nesta quarta-feira em Verona, segundo a imprensa italiana, por ter voltado ao seu país para acompanhar sua mulher no parto de seu segundo filho.

"Eriksen está entre os transferíveis", disse Marotta à Sky Sport.

"Não é uma punição, mas ele teve problemas para conseguir uma vaga, então está tudo bem em dar a ele a chance de encontrar mais espaço em outro lugar".

O jogador da seleção dinamarquesa veio dos 'Spurs' para a Inter em janeiro de 2020 com um contrato de quatro anos e meio, no valor de mais de 20 milhões de euros (24,3 milhões de dólares).

Mas o meia de 28 anos marcou apenas 4 gols em 38 jogos.

Nesta temporada, ele ainda não disputou uma partida completa e seu saldo é de zero gols e zero assistências.

Os rumores apontam Paris Saint-Germain, Arsenal e Manchester United como prováveis destinos do dinamarquês.

ea/iga/dr/aam