Inter fica com apenas um goleiro para final, mas federação nega mudança no regulamento

MARINHO SALDANHA

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Internacional ganhou um problema para a final do Campeonato Gaúcho contra o Novo Hamburgo: o gol. Com as lesões de Danilo Fernandes e Marcelo Lomba, apenas Keiller, que estreou na semifinal diante do Caxias pegando dois pênaltis, está disponível. E, mesmo que a direção prometa um requerimento solicitando a inscrição de mais um para uma eventualidade na final, a FGF (Federação Gaúcha de Futebol) descarta tal possibilidade.

A reportagem do UOL Esporte apurou que não há qualquer chance da FGF aceitar o requerimento do Inter. Precisaria haver a concordância de todos os clubes envolvidos no campeonato, algo que beira o impossível atualmente.

"Temos um regulamento e é com este regulamento que temos que seguir", disse de pronto o presidente executivo do Novo Hamburgo, adversário na final, Juarez Radaelli.

Mas de toda forma o Internacional tentará agir para reverter o quadro. Segundo o vice de futebol Roberto Melo, o time gaúcho irá protocolar um pedido para utilizar emergencialmente um jogador que está fora da relação de inscritos no campeonato.

"Não considero um erro [ter inscrito só três goleiros], mas uma má sorte. Em um campeonato curto, temos dois goleiros lesionados. Acho que o campeonato precisa prever que, em caso de lesão, possa se inscrever mais um goleiro, como ocorrem em grandes torneios como a Copa do Mundo. Faremos um requerimento para isso", disse o dirigente.

No entanto, o regulamento do Gauchão não prevê isso. Com uma relação de inscritos de 32 e já tendo feito as três alterações possíveis, o Inter se vê de mãos atadas. Se por alguma eventualidade perder Keiller, terá que recorrer a um jogador de linha como goleiro.

A reapresentação do elenco será na terça-feira (25) à tarde. O primeiro jogo da decisão do Gauchão ocorrerá no próximo domingo, no Beira-Rio.