Inter bate o São José-RS e encaminha vaga na próxima fase do Gauchão

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Inter saiu do desespero para uma situação totalmente tranquila. Em vez de entrar na última rodada dependendo de um resultado para avançar às quartas de final do Gauchão, o Colorado agora disputa um lugar entre os quatro primeiros. Tudo graças a vitória sobre o São José-RS neste domingo (26) por 2 a 1, no estádio do Vale.

Graças a grande atuação de D'Alessandro, autor de duas assistências, o Colorado chegou aos 14 pontos na classificação. Agora disputa uma vaga entre os quatro primeiros na última rodada, que significaria o jogo de volta da fase seguinte em casa. O duelo será com o Cruzeiro-RS. Já o São José parou nos 13 pontos.

Não foi nada fácil. Após um primeiro tempo difícil contra um rival muito fechado, o Colorado abriu a defensiva graças a um cruzamento de D'Ale que virou gol de Brenner. Na etapa final, logo no início o gringo ergueu de novo e Roberson marcou. Mas o fim foi tenso, porque aos 24 Anderson descontou. Depois de momentos dramáticos, os três pontos foram conquistados.

D'Alessandro marcou, correu como um garoto, retomou a bola e ainda ditou o ritmo do Inter. Já estaria bom o suficiente para o armador de 35 anos. Mas ele ainda foi o responsável pelas duas assistências para os gols de Brenner e Roberson. O dono do jogo.

O Internacional do primeiro tempo pode se resumir a um jogador: D'Alessandro. Todas as jogadas ofensivas do jogador passaram pelo argentino. Seja criando, driblando para abrir a boa formação defensiva do São José, concluindo de dentro e fora da área ou mesmo começando jogadas que acabaram em conclusões. Mas como atuou longe do gol adversário, o camisa 10 pouco conseguiu ajudar. Até o último minuto do primeiro tempo. Foi quando após um gol perdido por Brenner, a bola acabou com D'Ale. Ele cruzou em diagonal para o centroavante colorado colocar nas redes, de cabeça.

O São José não teve vergonha alguma de defender. Desde o primeiro minuto de jogo, o time comandado por China Balbino tratou de fechar os caminhos do Internacional. Com todos os jogadores atrás da linha do meio quando sem a bola, a equipe azul e branca tentou sair apenas em contra-ataques, com poucos toques na bola e objetividade louvável. Deu certo em alguns momentos e não fosse um descuido no último minuto teria virado o intervalo de jogo conseguindo um ponto. Só que após sofrer o gol a estratégia preferencialmente defensiva virou inimiga das pretensões da equipe.

O segundo tempo ficou dramático. Tudo parecia resolvido quando Roberson aproveitou-se de nova assistência de D'Alessandro para marcar. Mas o gol foi cedo. O São José-RS foi para cima, descontou aos 24 minutos com Anderson e obrigou Danilo Fernandes a defesas difíceis. Minutos tensos demoraram a passar até o fim do jogo.

SÃO JOSÉ-RS

Fábio; Bindé, Claudinho, Wagner e Dudu; Alberto (Jean), Felipe Guedes, Cláudio (Márcio) e Clayton; Rafinha (Anderson) e Paulinho. T.: China Balbino

INTERNACIONAL

Danilo Fernandes; William, Paulão, Victor Cuesta e Uendel; Anselmo, Charles (Eduardo Henrique) e D'Alessandro, Roberson (Andrigo) e Valdívia (Gustavo Ferrareis); Brenner. T.: Antonio Carlos Zago

Estádio Vale, em Novo Hamburgo (RS)

Árbitro: Roger Goulart

Cartões amarelos: Anselmo (INT), Brenner (INT), D'Alessandro (INT); Paulinho (SJ), Felipe Guedes (SJ), Márcio (SJ);

Gols: Brenner, do Inter, aos 46 minutos do primeiro tempo; Roberson, do Inter, aos 4 minutos do segundo tempo; Anderson, do São José, aos 24 minutos do segundo tempo;