Instalações de equipes da NBA começarão a reabrir na sexta-feira

AFP
O Atlanta Hawks pode estar entre as equipes da NBA que vão reabrir instalações para exercícios individuais na sexta-feira
O Atlanta Hawks pode estar entre as equipes da NBA que vão reabrir instalações para exercícios individuais na sexta-feira

Jogadores da NBA poderão reutilizar as instalações de suas equipes a partir da próxima sexta-feira nos estados onde as medidas de confinamento contra o novo coronavírus estão sendo relaxadas, informou a ESPN no sábado.

Os treinamentos serão voluntários e limitados a exercícios individuais. "As equipes continuarão proibidas de realizar exercícios em grupo ou atividades organizadas em equipe", segundo o relatório de Adrian Wojnarowksi, jornalista da ESPN.

Wojnarowksi citou o estado da Geórgia, onde o Atlanta Hawks joga, como exemplo de local onde a flexibilização das medidas de prevenção de pandemia permitirá a reabertura das instalações da NBA.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O governador da Geórgia, o republicano Brian Kemp, permitiu que algumas empresas começassem a abrir na sexta-feira passada, uma decisão criticada por outras autoridades locais e pelo próprio presidente Donald Trump, que considera prematuro.

Outros estados, como o Texas, também começaram a retomar algumas atividades econômicas.

Em áreas do país onde são mantidas políticas mais restritivas contra a pandemia, incluindo ordens para a população permanecer em suas casas, a NBA disse às equipes que trabalhará com elas para encontrar "planos alternativos" para seus jogadores, segundo o relatório.

A ESPN também observou que alguns técnicos de equipes expressaram sua preocupação com a segurança dessa medida, citando opiniões médicas contrárias à reabertura dos negócios no momento.

Esses movimentos da NBA, no entanto, não significam que a liga tenha decidido se deve retomar esta temporada e, em caso afirmativo, em que data e formato, disse a ESPN.

A NBA suspendeu a temporada em 12 de março e logo depois ordenou o fechamento das instalações das equipes para evitar a disseminação do novo coronavírus.

O comissário Adam Silver pediu tempo para obter informações suficientes sobre como proceder e adiantou que não tomarão nenhuma decisão sobre o futuro da temporada até pelo menos maio.

Os Estados Unidos registram mais de 935.000 infecções e 53.000 mortes pelo vírus, os números totais mais altos do mundo, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins.

Leia também