Instagram e Facebook mudam regras sobre fotos contendo nudez

Felipe Demartini
·3 minuto de leitura

Após três meses de campanha e muitas acusações de racismo algorítmico, o Facebook e o Instagram anunciaram uma mudança nas regras sobre fotos de nudez nas plataformas. A exposição ainda é proibida, mas as plataformas passam a permitir, oficialmente, as imagens de mulheres de topless, desde que estejam segurando, abraçando ou tampando os seis com as mãos ou os braços. As novas normas começam a valer nesta quarta-feira (28).

As alterações são reflexo direto de manifestações iniciadas pela modelo plus-size britânica Nyome Nicholas-Williams. Em agosto, ela teve uma série de imagens deletadas do Instagram em que aparecia nua, mas com as mãos ou os braços sobre os seios. Após quase ter seu perfil deletado pelo que taxou como uma censura da rede social, ela iniciou a campanha em prol da alteração das regras, apontando que o algoritmo funcionava de forma diferente de acordo com a cor da pele da modelo exibida nas imagens.

Ela, negra, apontou diferentes perfis verificados de publicações adultas ou não nas quais mulheres magras e brancas apareciam em poses simulares às fotos que foram apagadas de seu perfil. Além disso, Williams também demonstrou imagens ainda mais explícitas que passaram pelo crivo das plataformas com pouca ou nenhuma penalização aos perfis, em uma campanha que ganhou o apoio de outras modelos da comunidade negra e plus-size. A partir da mobilização, surgiu a hashtag #IWantToSeeNyome e, também, uma onda de ativismo online de criadores pertencentes a minorias e comunidades marginalizadas.

Originalmente, o Instagram afirmou que as fotos de Williams foram removidas por um erro em seus sistemas, mas admitiu que as regras relacionadas à nudez não estavam sendo corretamente aplicadas por seus algoritmos. A empresa agradeceu à contribuição da modelo e disse que o feedback dado por ela e outras participantes da campanha ajudaram no refinamento das normas, que se tornaram, ao mesmo tempo, mais abrangentes e específicas.

Novas regras

A empresa explicou que suas regras sobre conteúdo explícito existem para proteger os menores cuja presença é garantida na plataforma, desde que sejam maiores de 13 anos. Apesar de as imagens de topless, dentro das condições estabelecidas, estarem permitidas, as fotos não podem conter alterações no formato dos seios pela posição dos braços ou mãos. Além disso, o Instagram afirmou que as fotos detectadas como dúbias não serão mais retiradas do ar até que sejam avaliadas por moderadores humanos.

Agora, a empresa pede paciência aos criadores de conteúdo, já que pode levar certo tempo até que as atualizações sejam aplicadas da maneira correta. O Instagram afirma estar sempre aberto ao feedback de sua comunidade, de forma que mudanças nas políticas de uso e publicação possam servir para que eles se expressem com confiança e das maneiras que julgarem adequadas.

Ver essa foto no Instagram

WE FUCKING DID IT!! @ginamartin @alex_cameron and I...we changed an Instagram policy! Look what happens when three women set out to change the world! We have put our heart and souls into this campaign and to see it come to fruition is insane! The observer newspaper (which is out today) has covered the campaign from the beginning and have written another article which highlights the hard work Gina, Alex and I have done (although it states they launched the campaign) this is in fact not the case as Gina, Alex and myself strategised for three months to ensure a change would happen. Hang tight for the full details of the policy change, as I will be detailing more information soon. We worked very hard on this and managed to get Instagram and @mosseri attention and there's still a lot of work to be done, as black plus sized women continue to be censored in many ways; and white women STILL tried to hijack and make it their campaign. There is of course a huge racial imbalance in the algorithm that still exists as white bodies are promoted and don't have to worry about censorship of their posts but black bodies still have to justify presence on the platform, this has also been brought to Instagrams attention! But when we put our minds to it... we can achieve literally ANYTHING!! I’d like to thank the 16 amazing humans that put their names to our open letter and that helped us push our campaign forward! The Instagram policy changes on the 28th, it outlines the difference between 'breast holding' or 'cupping' which is a celebration of body and 'breast grabbing' which is deemed to be pornographic, these images are censored to protect underage users but this policy change should allow them to better differentiate self expression/ art from pornographic content. Hopefully this policy change will bring an end to the censorship of fat black bodies. The last three have been absolutely wild to say the least but we move and move things we did! 🙌🏽💫

Uma publicação compartilhada por Nyome Nicholas - Williams (@curvynyome) em 25 de Out, 2020 às 5:00 PDT

Williams comemorou a decisão na mesma conta que foi alvo da remoção, afirmando que este é um passo importante contra a censura e o silenciamento de mulheres negras e pertencentes às minorias. Ela também agradeceu às modelo que incluíram seus nomes em uma carta aberta que deu início à campanha por mudanças e apontou que a luta continua, com a alteração nas normas e no algoritmo do Instagram sendo apenas o começo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: