Inspirado em Gabriel Jesus, Giovani Henrique fala em fazer história no Palmeiras: ‘Quero ser ídolo’

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·1 minuto de leitura


Depois de estrear pelo Palmeiras diante do Corinthians, em partida válida pelo Paulistão 2021, Giovani Henrique, atacante tido como uma das principais joias do Palmeiras, foi novamente relacionado para o confronto contra o São Caetano.

Em apenas 12 minutos em campo, a Cria da Academia, que entrou no lugar do capitão e destaque Lucas Lima, aproveitou o desvio e marcou o quarto gol do Verdão. O assistente, no entanto, assinalou corretamente a posição irregular do atacante.

Em entrevista concedida após a vitória por 3 a 0, o jogador de apenas 17 anos relatou a emoção de fazer sua primeira partida no Allianz Parque.

- Primeiramente eu gostaria de mandar um abraço para a minha família. Estou muito feliz de estrear no Allianz. Eu só queria agradecer. Quero virar ídolo desse time e dar alegria para a torcida. Fazer igual o Gabriel Jesus, um ídolo para mim - comentou.

Fruto da geração 2004, o jovem fez sua estreia pela categoria sub-17 na última temporada, empolgando a torcida e ganhando oportunidades também no sub-20. Em números gerais, foram 17 partidas, com 14 gols e 5 assistências, sendo o artilheiro da base alviverde em 2020.

Natural de Arujá (SP), Giovani chegou na Academia de Futebol em 2015, para integrar o elenco sub-11. Logo na primeira temporada, foi campeão Paulista da mesma categoria. Participou também da campanha do título Paulista Sub-13 em 2016 e foi o grande protagonista do título estadual sub-15 de 2019, sendo artilheiro do time com 15 gols marcados.

Dentro de campo, o canhoto possui habilidade acima da média e geralmente atua pelas beiradas do campo. No entanto, já realizou partidas como meia armador e centroavante. Tecnicamente, Giovani tem como principais características o drible, a velocidade e a visão de jogo.