Insatisfeito, lateral Léo é afastado pelo Atlético-PR

Jogadores devem ser anunciados até o final da semana pelo Verdão

O lateral-direito Léo, 25 anos, não faz mais parte dos planos do Atlético-PR. Insatisfeito com a reserva, o atleta foi afastado pela diretoria nesta semana e aguarda sobre seu futuro.

Titular em 2013 e 2016, o ala renovou seu empréstimo para esta temporada - os direitos econômicos pertencem ao Flamengo, desde 2014. Com a chegada do experiente Jhonathan, o jogador perdeu espaço.

Neste ano, Léo atuou em nove partidas e esteve em campo por 623 minutos. Desses jogos, ele foi titular em sete deles pelo time B do Campeonato
Paranaense e entrou no decorrer duas vezes pela Copa Libertadores.

O banco de reservas estava incomodando o atleta, que demonstrou sua
insatisfação mais de uma vez ao comando técnico. O treinador Paulo Autuori, conhecido por sua ótima gestão de grupo, não gostou dos argumentos e decidiu não utilizá-lo mais no momento. Léo já foi comunicado da decisão.

O ala, por enquanto, treinará em horários separados do elenco principal no CT do Cajua até alguma definição. O jogador tem contrato de empréstimo com o Furacão até o final de dezembro deste ano. Ele deve retornar ao Flamengo.

Após o vazamento da informação, ele usou uma rede social para se explicar. O atleta alega que não vinha reclamando da reserva e que não sabe o motivo do afastamento.

Confira na íntegra:

"Em primeiro lugar, gostaria de agradecer ao torcedor do Atlético Paranaense pela força que tem me dado desde a primeira vez que vesti essa camisa. Sou muito grato por tudo que vivi no clube.

Infelizmente não faço mais parte do elenco principal. Não por vontade própria e quero deixar claro isso. Fui comunicado que não serei mais utilizado pela comissão técnica. Respeito a decisão, sem concordar, claro, até porque tenho dado minha vida em cada treino para ajudar o grupo, independente de jogar ou não.

Tenho mais de cem partidas com essa camisa e sempre procurei honrá-la em busca do melhor para o clube. Me dediquei para fazer o bem ao Atlético.
Nunca discuti ou desrespeitei ninguém. Não tenho esse histórico. Agora é seguir minha vida. Fecho um ciclo no Atlético, com muita tristeza, pois queria fazer um grande ano no clube.

Fico na torcida por todos e agradeço pela força de sempre".





















E MAIS: