Inglaterra teme perseguição da arbitragem na Copa do Mundo


A FA (Football Association), entidade que está à frente da seleção da Inglaterra, cogita entrar em contato com a Fifa para falar sobre arbitragem. Há, por parte dos ingleses, a preocupação de perseguição dos árbitros na Copa do Mundo, pois um lance do English Team nas Eliminatórias para o Mundial foi usado como exemplo de antijogo em uma palestra para os profissionais do apito que trabalharão na competição.

+ Humor na Copa: veja os memes do 3º dia do Mundial do Qatar

A ocasião usada pela Fifa aconteceu em novembro do ano passado, durante a vitória por 5 a 0 dos ingleses sobre a Albânia. Na situação, o meia Phillips obstrui um adversário para abrir espaço para Maguire cabecear. O lance utilizado pelo órgão máximo do futebol foi parecido com o não marcado a favor da Inglaterra na última segunda-feira (21), quando o English Team estreou na Copa contra o Irã.

Na ocasião, o mesmo Maguire foi segurado Cheshmi, logo aos três minutos de jogo, mas o árbitro brasileiro Raphael Claus sequer foi até o monitor do VAR para checar a possível infração. Por sua vez, no último momento da partida, o dono do apito foi até o vídeo e assinalou uma penalidade favorável aos iranianos, em uma situação que Stones puxou Poulariganji pela camisa.

+ Confira a tabela da Copa do Mundo e simule os próximos jogos da competição

O técnico da Inglaterra, Gareth Southgate, disse que as questões de arbitragem não mudam o fato que o time precisa corrigir erros defensivos que resultaram nos gols iranianos. Ele, inclusive, reconheceu que o pênalti a favor do Irã aconteceu, mas questionou a falta de critério para que a infração em cima da sua seleção, no começo do jogo, não tenha sido marcada, principalmente após o episódio extracampo às vésperas do início da Copa.

Raphael Claus - Inglaterra x Irã - Copa do Mundo 2022
Raphael Claus - Inglaterra x Irã - Copa do Mundo 2022

(Foto: Jewel SAMAD / AFP)

- Foi nos mostrado o incidente no primeiro tempo. Nos disseram que seria uma penalidade definitiva. No segundo tempo, talvez haja um puxão de camisa. Temos que ser melhores nisso. Mas eu estou um pouco preocupado por termos sido o exemplo mostrado. Então, para obter uma decisão como aconteceu no primeiro tempo precisamos de alguns esclarecimentos sobre como vai ser - disse Southgate

O temor dos ingleses é que os árbitros que forem apitar os compromissos da Inglaterra cheguem predispostos a sempre marcarem as situações contra eles.

E esse tipo de reclamação da FA à Fifa não é novidade. Na Copa da Rússia, há quatro anos, a Federação Inglesa pediu uma justificativa ao órgão máximo do futebol por conta de uma penalidade marcada a favor do Marrocos, em um jogo que terminou 2 a 1 para a Inglaterra. O Mundial passado, inclusive, foi o primeiro com a tecnologia do VAR implantada.