Inglaterra tem mais fé desta vez após passar às oitavas, diz Southgate

Técnico da Inglaterra, Gareth Southgate, comemora classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo do Catar após vitória sobre País de Gales

Por Martyn Herman

DOHA (Reuters) - A Inglaterra tem maior expectativa do que quando chegou às semifinais da Copa do Mundo quatro anos atrás, disse o técnico da seleção inglesa, Gareth Southgate, ao olhar para frente para o confronto de domingo com o Senegal pelas oitavas de final da Copa do Mundo do Catar.

Sua equipe entrou na fase de mata-mata como vencedora do Grupo B na terça-feira com os dois gols de Marcus Rashford e um de Phil Foden para vencer o País de Gales por 3 x 0.

"Há uma mentalidade diferente sobre todo o grupo. Há mais crença. Nossos objetivos são diferentes", disse Southgate aos repórteres, após sua equipe fazer nove gols em três jogos no Catar.

"Na Rússia, estávamos apenas pensando em 'poderíamos ganhar um jogo de mata-mata?' Agora há mais expectativa, mais confiança e mais experiência em grandes jogos."

A campanha da Inglaterra para as semifinais na Rússia foi algo surpreendente, pois as expectativas antes do torneio eram modestas, mas o vice-campeonato do ano passado na Euro 2020 e o fato de Southgate ostentar um dos elencos com mais opções da Copa do Mundo faz de sua equipe uma das favoritas.

"Até este ponto estamos realmente satisfeitos e, é claro, o grande negócio começa agora realmente", disse ele.

Southgate é conhecido por sua lealdade aos jogadores que o serviram tão bem, mas fez quatro mudanças em sua escalação inicial na terça-feira contra o País de Gales e ele terá uma bem-vinda dor de cabeça para escalar a equipe contra Senegal.

Rashford, começou uma partida como titular pela Inglaterra pela primeira vez em 18 meses, marcou duas vezes para chegar a três gols nesta Copa do Mundo, enquanto Foden justificou o clamor por sua entrada no time com um gol em uma exibição cheia de ameaças ofensivas.

Harry Kane, que permanece com 51 gols pela Inglaterra, dois atrás do recorde de Wayne Rooney, ainda não marcou no torneio, e a Inglaterra prova que pode prosperar mesmo sem seus gols.

Southgate deu tempo de jogo à maioria de seu elenco de 26 jogadores, sendo James Maddison, Conor Gallagher, Conor Coady e Ben White os únicos jogadores que ainda não apareceram.

Sem cartões amarelos e com todos os jogadores à disposição, Southgate tem uma gama invejável de opções à medida que o torneio se afunila.

"Você quer esses tipos de decisões", disse ele. "Precisamos de força em profundidade. Só nunca se sabe quando vamos precisar dessa profundidade."

A Inglaterra começará como a grande favorita contra uma seleção de Senegal que não tem o atacante Sadio Mané, lesionado, mas que impressionou ao chegar às oitavas com vitórias sobre Catar e Equador.

"Sabemos que no ranking somos os favoritos. Temos que lidar com isso. Mas jogamos contra uma equipe muito perigosa", disse o técnico inglês.