Inglaterra goleia Ucrânia (4-0) e enfrentará Dinamarca nas semifinais da Eurocopa

·4 minuto de leitura

A Inglaterra se classificou para as semifinais da Eurocopa, fase que não alcançava desde 1996, ao vencer a Ucrânia por 4 a 0 na partida das quartas de final, neste sábado, no Estádio Olímpico de Roma.

A seleção dos 'Três Leões' abriram o placar logo aos 4 minutos com um gol de Harry Kane, que aproveitou um bom passe de Raheem Sterling (4). O camisa 9 marcou novamente no segundo tempo com uma cabeçada (50). Também de cabeça, Harry Maguire fez o segundo gol inglês (46) e Jordan Henderson o quarto e último (63).

"Eles criaram problemas para nós, tivemos que nos adaptar. Mas marcamos o segundo gol no início do segundo tempo e depois mantivemos bem a bola. Conseguimos matar a partida e depois poupamos alguns jogadores evitando cartões amarelos (para jogadores já pendurados)", disse Kane após o jogo.

Nas semifinais, a Inglaterra vai enfrentar, diante de 60 mil torcedores, a Dinamarca, uma revelação desta edição da Eurocopa e que mais cedo venceu a República Tcheca por 2 a 1.

"Estamos no caminho certo, mas ainda não fizemos nada. Temos uma semifinal para jogar em Wembley. É uma ótimo momento para viver, mas sabemos aonde queremos ir", declarou o actacante.

Será a primeira participação da Inglaterra nessa fase desde 1996, quando jogou como mandante, e acabou sendo eliminada pela Alemanha nos pênaltis.

Além disso, os ingleses voltam às semifinais de um grande torneio internacional, depois daquela alcançada, também de forma inesperada, na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, quando perdeu para a Croácia na prorrogação.

"Duas semifinais consecutivas em grandes torneios é um verdadeiro sucesso, mas sem querer estragar a festa, não queremos ficar só nisso. Temos um grande jogo pela frente", disse o zagueiro Harry Maguire.

"Este grupo de jogadores não se contenta com uma semifinal. Queremos ir mais longe", avisou.

A outra semifinal desta Eurocopa será entre Espanha e Itália, na terça-feira, também em Wembley.

- Com direito a 'olé' -

O treinador dos 'Three Lions', Gareth Southgate, surpreendeu ao escalar no time titular a nova contratação do Manchester United, Jadon Sancho, que até o momento tinha jogado apenas alguns minutos.

A Inglaterra não queria surpresas e mostrou isso desde o primeiro momento. Sterling arrancou pela esquerda para dentro. Em vez de se posicionar para tentar o chute, ele mandou a bola para a área e Kane se ergueu para levantar a bola apenas o suficiente para bater Georgiy Bushchan (4).

Depois de um péssimo início na Eurocopa, o atacante do Tottenham já marcou três gols, após balançar as redes pela primeira vez nas oitavas-de-final contra a Alemanha.

Aos poucos, a Ucrânia foi entrando no jogo, com uma chance de Roman Yaremchuk, mas Jordan Pickford defendeu bem (17), e avançando as linhas, às vezes cercando a Inglaterra.

A equipe britânica esteve perto de aumentar sua vantagem com um chute perigoso de Declan Rice na entrada da área, que Bushchan afastou como pôde (33).

Com duas cabeçadas logo no início do segundo tempo, a Inglaterra decretou a vitória.

Maguire desviou para as redes uma falta cobrada da esquerda por Luke Shaw (46) e Kane marcou seu segundo da noite empurrando de cabeça outro cruzamento da lateral esquerda (50), colocando a bola entre as pernas de Bushchan.

De novo de cabeça veio o quarto gol da Inglaterra, desta vez em um escanteio cobrado por Mason Mount e desviado por Henderson (63).

O escanteio aconteceu após uma defesa de Bushchan em um chute espetacular de Kane (62).

Com o jogo empatado, Southgate começou a fazer mudanças para poupar seus melhores jogadores e dar ritmo aos que menos jogaram no torneio.

O jogo foi esfriando aos poucos, e os ingleses tocavam a bola para evitar qualquer desgaste tendo em vista as semifinais o que provocou a vibração e aplausos da torcida inglesa a cada passe de seus jogadores.

"A Inglaterra foi mais forte no jogo aéreo e perdemos nosso zagueiro (Kryvtsov, que se lesionou e deixou o campo no primeiro tempo) que poderia tê-los incomodado. Na minha opinião, isso determinou a tendência do jogo", lamentou o técnico Andriy Shevchenko.

-- Próximos jogos

- Semi-finais (em Londres):

Terça-feira, 6 de julho:

(16h00) Espanha - Itália

Quarta-feira, 7 de julho:

(16h00) Inglaterra - Dinamarca

Final: domingo, 11 de julho, em Londres

bds-gh/gh/dr/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos