Inglês: Tottenham alcança grande virada, enquanto Arsenal vence derby

Uma virada eletrizante fora de casa. Nesta quarta-feira, o torcedor do Tottenham está com sorriso de orelha a orelha. Após estar perdendo até os minutos finais, virou o placar e saiu com o quinto triunfo consecutivo no Campeonato Inglês. Pela 31ª rodada, venceu por 3 a 1, com gols de Alli, Son e Eriksen. Routledge foi quem marcou para o lado derrotado.

Cabe ressaltar que a equipe londrina terminou o confronto com pouco mais de 70% de posse de bola. Apesar do amplo domínio, faltava eficiência para balançar a rede. Faltava... A ausência de Kane, lesionado, certamente foi essencial para a dificuldade nas finalizações até os minutos derradeiros.

Para fazer Vorm buscar a bola no fundo da rede, os galeses marcaram logo no início do duelo. Após chutão do goleiro Fabianski, o insinuante Ayew ficou com a bola, fez boa jogada individual e achou Routledge na área: 1 a 0.

Mesmo com o massacre no meio-campo, os Spurs, que pouco foram ameaçados após o gol dos rivais, encontraram dificuldades para criar oportunidades. Son começou como referência, mas terminou o embate ao lado de Janssen, centroavante de origem.

Quando tudo já parecia perdido, o time de Mauricio Pochettino empatou com Alli, após cruzamento na área. Aproveitando os sete minutos de acréscimos, ainda foi premiado pela insistência durante toda a peleia. Com passe de Janssen, Son deixou a sua marca e, nos lances finais, Eriksen tornou a virada ainda mais incrível: 3 a 1.

A vitória faz com que o Tottenham, segundo colocado, chegue a 65 pontos e siga a sete pontos de desvantagem para o líder Chelsea. O Swansea, por sua vez, permanece com 28 pontos e entra no Z3, uma vez que Hull City venceu.

ARSENAL VENCE DERBY LONDRINO

Rival do Tottenham, o Arsenal encarou outro adversário tradicional de Londres. Diante do West Ham, em casa, fez a sua parte - e muito bem, obrigado. A equipe de Arsène Wenger venceu por 3 a 0, com gols de Özil, Walcott e Giroud (que entrou na segunda etapa).













Arsenal x West Ham

Arsenal não teve dificuldades na segunda etapa (Foto: AFP)

Os Gunners terminaram o jogo com o tripo de finalizações em relação aos Hammers (21 a 7). Além disso, teve muito mais a posse de bola e contundência nos 90 minutos.

O meia alemão contou com falha de Randolph para abrir o marcador, o que se dou já na etapa complementar. Depois, Özil deu passe para Walcott e, no fim, o centroavante francês mostrou todo seu faro de gol e sacramentou a vitória.

E MAIS: