Influenciador Yann Rodrigues conta como conseguiu índice para Boston em sua primeira maratona

Yann Rodrigues conseguiu índice para Boston na Maratona de Porto Alegre de 2022, com o tempo de 2h43m. (Divulgação)


A Maratona de Boston, nos Estados Unidos, é uma das corridas de longa distância mais famosas do mundo. Assim, participar desta prova é um grande sonho para a carreira de maratonistas de todo o planeta. Sendo uma jornada bastante longa e trabalhosa, para os atletas conseguirem disputar o evento, depende de participações e bons desempenhos em outras maratonas.

O influencer Yann Rodrigues iniciou recentemente sua carreira como maratonista e conquistou um grande feito. Logo em sua primeira corrida de grande distância, que foi a Maratona de Porto Alegre, em junho de 2022, ele conseguiu fazer a prova de 42km em menos de três horas, o que chamou atenção e o credenciou para a participar da Maratona de Boston.

“Eu sou de uma família de corredores, que sempre me incentivaram a praticar esportes. Comecei na corrida durante a pandemia para me tornar ativo e também comecei a postar os meus vídeos correndo nas redes sociais, e deu muito certo. Eu tinha oito meses de corrida e fui desafiado por um amigo para treinar para a maratona de Porto Alegre. Minha insegurança era gigante, afinal, eu jamais havia corrido mais de 21km na vida e isso me fez ter ainda mais foco”, comentou Yann.

“O resultado foi algo que jamais poderia imaginar. Conclui a prova em 2h43m, me tornei o 35° melhor maratonista amador do país na minha categoria e consegui o tão sonhado índice para Boston”, completou.

Mesmo com a prova ocorrendo apenas em abril de 2023, Yann conta que a preparação para ele de fato, já começou. Há três meses, ele sofreu uma lesão e se recupera, para chegar em dezembro forte e começar os treinos para a Maratona de Boston. Ele detalhou como será o seu dia a dia, visando a corrida americana.

“Os primeiros meses serão de treinos com mais prioridade em força muscular e com tempo das corridas mais curtos. Após isso, os treinos de velocidade vão crescendo e os de força, proporcionalmente vão diminuindo, aumento a distância e o tempo de corrida. Além disso, o horário muda, o clima muda, tudo para se adaptar ao ambiente e local da prova. Uma curiosidade importante é que nos treinos nunca corremos a distância da maratona, só no dia da corrida mesmo, o que dá uma expectativa maior ainda para o evento”, concluiu.