Infantino promete decisão sobre Copa do Mundial bienal "antes do fim do ano"

·1 minuto de leitura
O presidente da Fifa Gianni Infantino garantiu "ouvir torcedores do mundo todo" sobre a nova proposta (AFP/Luis ROBAYO)

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, prometeu "decisões antes do final do ano" quanto à possibilidade de realizar uma Copa do Mundo a cada dois anos, projeto que causa polêmica no mundo do futebol.

"Este processo de consulta (...) será muito completo, muito amplo e esperamos concluí-lo antes do final do ano", disse o presidente em um vídeo transmitido à AFP pela Fifa.

"O calendário atual de jogos internacionais termina em 2024. Antes desse ano, devemos ter um novo calendário de jogos. Portanto, as decisões devem ser tomadas antes do final deste ano", disse Infantino.

O debate sobre uma Copa do Mundo bienal ressurgiu depois que o diretor de desenvolvimento da Fifa, o francês Arsène Wenger, voltou a defender esse projeto, com uma grande competição de seleções a cada ano, alternando a Copa do Mundo e os campeonatos continentais, em uma entrevista na semana passada para o jornal L'Equipe.

A Uefa se opõe, garantindo que esse projeto iria "diluir" a "joia" do futebol mundial, de acordo com seu presidente, Aleksander Ceferin.

A Associação Mundial de Ligas Profissionais também criticou nesta quarta-feira um projeto que "ameaça a economia do futebol e a saúde dos jogadores" e a ideia não seduz um grupo mundial de torcedores, que não têm "tempo, nem dinheiro, nem a capacidade de viajar para o outro lado do mundo a cada 24 meses".

Infantino garante "ouvir" os "torcedores do mundo todo, não apenas de algumas partes".

"Estudamos o calendário, consultamos todo mundo, a começar pelos jogadores", se defendeu ele.

Mas a poderosa Associação Europeia de Clubes, reunida em Lausanne na terça-feira, criticou a Fifa por não tê-la consultado formalmente.

jed-cfe/ah/mcd/dr/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos