Infantino minimiza erros de arbitragem em Barcelona e PSG

O assunto no mundo do futebol nesta quinta-feira ainda é a vitória espetacular do Barcelona sobre o Paris Saint-Germain, por 6 a 1, conseguindo heroica classificação para as quartas de final da Liga dos Campeões. E também as polêmicas que envolveram a vitória. A decisão do árbitro de marcar pênalti de Marquinhos em Suárez, em lance que o brasileiro não parece tocar o uruguaio, ainda repercute.

E até mesmo o presidente da Fifa, Gianni Infantino, foi perguntado sobre o episódio. O mandatário, no entanto, não deu grande peso ao lance, afirmando que o erro não foi tão escandaloso quanto comentam, e ainda aproveitou para voltar a mencionar a intenção de incluir o auxiliar de vídeo permanentemente no futebol.

“O vídeo estará lá no futuro, esperemos, para corrigir erros claros da arbitragem. Neste caso, no entanto, não se tratou de um erro claro”, afirmou.

Sobre a virada, Infantino não poupou palavras para expressar sua surpresa com o feito histórico do Barcelona, liderado por uma atuação inesquecível de Neymar.

“Quanto você tem a impressão que já viu de tudo, aparece algo que você não viu nunca. Foi assombroso e incrível”, completou o presidente da Fifa.