Infantino celebra sucesso da Copa: "É a melhor da história"

Gianni Infantino está satisfeito com a primeira Copa do Mundo realizado no Oriente Médio. Foto: Serhat Cagdas/Anadolu Agency via Getty Images
Gianni Infantino está satisfeito com a primeira Copa do Mundo realizado no Oriente Médio. Foto: Serhat Cagdas/Anadolu Agency via Getty Images

Gianni Infantino chamou a Copa do Mundo do Catar de a 'melhor da história' depois das partidas da fase de grupos e das oitavas de final, com recorde de público e números da televisão em todo o mundo. O presidente elogiou a qualidade do futebol das 32 seleções que disputaram a fase de grupos.

"Vi todos os jogos, aliás, e disse de forma simples e clara, esta foi a melhor fase de grupos de uma Copa do Mundo. Os jogos têm sido de grande qualidade, em grandes estádios, já sabíamos disso. Além disso, o público que vai aos estádios tem sido incrível. São mais de 51.000 torcedores em média", comemorou.

Leia também:

"Temos mais de dois bilhões de espectadores, o que é realmente incrível. Dois milhões e meio de pessoas nas ruas de Doha e algumas centenas de milhares todos os dias nos estádios, todos juntos, torcendo juntos, apoiando seus times, um ambiente fantástico, grandes gols, emoções incríveis e surpresas", seguiu o mandatário da Fifa.

Pela primeira vez na história do torneio, equipes de todos os continentes estiveram representadas nas oitavas de final. Entre os concorrentes nesta fase estavam três nações da Confederação Asiática de Futebol (AFC), algo inédito na competição, e duas da Confederação Africana de Futebol (CAF), pela segunda vez.

"Já não existem equipes pequenas nem equipes grandes. O nível está muito, muito equilibrado. Pela primeira vez também, seleções de todos os continentes vão para a fase eliminatória. Isso mostra que o futebol está realmente se tornando global. Tenho certeza de que alcançaremos cinco bilhões de espectadores em todo o mundo. No que diz respeito ao público nos estádios, eles estão cheios praticamente em todos os jogos", finalizou.

Após pausa de dois dias sem jogos, a Copa do Mundo volta a ter confrontos na sexta-feira, definindo os dois primeiros semifinalistas. Brasil e Croácia abrem os confrontos de quartas de final e no mesmo dia Holanda e Argentina se enfrentam no Lusail.