IndyCar volta a cancelar sua corrida em Toronto devido à pandemia

·1 minuto de leitura
Imagem da corrida da IndyCar nas ruas de Toronto em julho de 2013

A IndyCar Series anunciou nesta sexta-feira o cancelamento pelo segundo ano consecutivo de sua corrida pelas ruas de Toronto, marcada para 11 de julho, devido à pandemia de coronavírus.

A saída desta prova do calendário da IndyCar, que permanece com 16 eventos, chega duas semanas depois que a Fórmula 1 cancelou seu Grande Prêmio do Canadá também por causa das limitações impostas pela covid-19.

"Sentimos muita falta de nossos fãs lá (Toronto) e pedimos a eles que fiquem seguros durante esses tempos sem precedentes", disse Mark Miles, presidente da Penske Entertainment Corporation, dona da IndyCar Series.

"A IndyCar espera um retorno poderoso em 2022 e nos próximos anos", acrescentou o executivo.

A decisão de cancelar a corrida, que começou em 1986, deveu-se às restrições de segurança que continuam a prevalecer na província de Ontario devido à pandemia.

A IndyCar Series disse que está considerando "vários cenários" para expandir sua programação, que agora tem uma lacuna entre a prova de 4 de julho em Ohio e a de 8 de agosto em Nashville.

Defensor do título e seis vezes vencedor da IndyCar, o neozelandês Scott Dixon, lidera a temporada de 2021 com 153 pontos, contra 131 do mexicano Pato O'Ward.

js/gbv/ol/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos