Independiente da Argentina sonha com retorno de Sergio Agüero

·2 minuto de leitura
O atacante argentino Sergio Aguero (esq.) do Manchester City e o zagueiro suíço Nico Elvedi do Moenchengladbach disputam a bola durante um jogo das oitavas de final da Liga dos Campeões, na Puskas Arena em Budapeste, em 24 de fevereiro de 2021

O Independiente da Argentina iniciou contatos para convencer o atacante Sergio 'Kun' Agüero a voltar ao seu clube do coração, após o anúncio de que deixará o inglês Manchester City, revelou o técnico dos 'diablos rojos' (diabos vermelhos) de Avellaneda, Julio Falcioni.

"Estamos ligando para ele, para ver se ele tem vontade. Seria um prazer voltar a trabalhar com ele. Aqui ele não poderá ganhar algo parecido com o que ganha lá, mas estaria com os amigos, defendendo as cores que ele ama", disse nesta terça-feira o treinador ao canal TyC Sports.

Agüero, de 32 anos, maior artilheiro da história do Manchester City, acaba de notificar a entidade inglesa de que se desligará no final desta temporada.

"A intenção de chamá-lo vai ser, de propor o regresso a casa, ao país, para que se sinta confortável e nos ajude a ser um Independiente maior", disse Falcioni.

- Estreia na 1ª divisão aos 15 anos -

Agüero estreou com a camisa vermelha em 2003, quando tinha apenas 15 anos, e se tornou o mais jovem a chegar à primeira divisão na Argentina, status que Diego Armando Maradona ostentava desde 1976. Décadas depois o astro campeão do mundo de 1986 se tornou sogro do jogador da Premier League.

Falcioni admitiu a dificuldade diante do poder econômico dos clubes europeus, mas garantiu: "Ele está no exterior há muitos anos, seria bom se ele voltasse com todo o seu carinho e nos ajudasse a ser uma equipe melhor".

O Independiente é o maior vencedor da Copa Libertadores da América com sete títulos.

Agüero é o terceiro maior artilheiro da história da seleção principal da Argentina, com 41 gols, atrás de Lionel Messi (70) e Gabriel Batistuta (54).

Com a 'Albiceleste', ele ganhou os Mundiais Sub-20 de 2005 e 2007, assim como a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008.

"Seria preciso colocá-lo de volta nessa arena, que é difícil. Ele é um jogador diferente, daqueles que todos nós queremos dirigir e ter na nossa equipe. Eu já o tive (no começo no Independiente), e gostei", afirmou o técnico.

Agüero é um dos parceiros futebolísticos que melhor se adaptam ao jogo do amigo Lionel Messi na seleção.

No entanto, ele não tem jogado muito pela Albiceleste nos últimos meses, devido a lesões ou por não ter sido convocado pelo técnico Lionel Scaloni.

Antes de conquistar títulos com a camisa do City, ele também foi vencedor no Atlético de Madrid, na Espanha.

dm/nn/ol/aam