Impressionado com o Leicester, Simeone garante que Atleti pode competir pela Champions League

Sob o comando de Diego Simeone, o Atlético de Madrid chegou a mais uma semifinal de Champions League. Se em toda a sua história os Colchoneros chegaram entre os quatro melhores clubes do continente em seis ocasiões, metade delas foi com El Cholo na área técnica.

E é exatamente por isso que o argentino não escondeu o orgulho de sua equipe, e garantiu que o Atleti está entre os maiores times da Europa: “Quando você fala sobre os maiores da Europa, é preciso fazer uma colocação econômica e financeira nas coisas (...) Os grandes são Bayern de Munique, Barcelona, Real Madrid. Mas, de um ponto de vista esportivo, nós somos definitivamente competitivos. Quando eu digo que nós não somos um dos maiores, quero dizer nesse sentido e não sob um sentido desportivo”.

DIEGO SIMEONE ATLETICO MADRID REAL SOCIEDAD LALIGA 04042017

“É ótimo estar nas semifinais pela terceira vez em quatro anos. Olhando para trás, para o meu primeiro dia aqui no clube, disse que o meu desejo era tornar o Atlético de Madrid competitivo contra qualquer time que jogássemos contra. É satisfatório dizer, agora, que somos uma equipe competitiva”.

“Antes de mais nada, eu estou com uma mistura de emoções. Estou cheio de orgulho pelas performances do meu time e cheio de esperança e ânimo de acordo com o nosso avanço na competição”, disse. Além disso, Simeone aproveitou para elogiar o poderio do Leicester após o empate em 1 a 1 que favoreceu a equipe espanhola.

Leicester City vs Atletico Madrid

“Que grande exibição dos nossos oponentes do Leicester nesta noite! Foi um prazer competir contra eles. Eles jamais deixavam baixar a cabeça, nós vivíamos com medo toda a noite e eles nos testaram a cada momento”.

No entanto, a vitória não veio sem custos. Filipe Luís lesionou a mão e Juanfran sentiu a coxa. Simeone teve que se virar para manter fechadinho o sistema defensivo: “Conseguimos quase nos reinventar durante o jogo. Ficamos em uma situação dura (...) Giménez jogou no meio do campo, onde as pessoas não esperariam vê-lo. Jogamos como a partida nos pedia, sempre conseguíamos uma solução”.

“Eu não gosto de elogiar muito, mas hoje nós respondemos e jogamos da maneira que precisávamos. As mudanças feitas pelo técnico do Leicester [Craig Shakespeare] foram fantásticas. Eles realmente mudaram no segundo tempo, mesmo quando tivemos a chance de matar o jogo com Griezmann e Carrasco”.

“Hoje nós vimos um jogo de futebol fantástico. Tudo o que foi dito antes da partida, os times se prepararam para isso. O Leicester lutou o mais duro que pôde, e nós também. Foi futebol de uma ponta a outra, os dois times aceitando os riscos. Para nós avançarmos, precisaremos seguir tentando e tentando, e insistindo e seguir caminhando”.