Imprensa argentina repercute título do Defensa y Justicia sobre o Palmeiras: 'Histórico'

Nathalia Almeida
·2 minuto de leitura

A saída do técnico Hernán Crespo rumo ao São Paulo foi, sem dúvida, um grande golpe ao Defensa y Justicia. Mas a forma como um clube reage aos contratempos é o que define seu tamanho, e na noite desta quarta-feira (14), o pequeno clube argentino provou que segue e seguirá aspirando a grandeza, independente de quem vista a camisa do clube ou de quem esteja na área técnica.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Mesmo com um investimento bem mais modesto em comparação ao de seu adversário, Palmeiras, o Defensa não teve medo do jogo e competiu, do primeiro ao último minuto. E essa postura valente foi recompensada com a taça da Recopa Sul-Americana, conquistada nas penalidades em solo brasileiro. O título foi amplamente comemorado pela imprensa argentina, afinal de contas, superar o campeão da Libertadores é uma façanha e tanto.

Defensa y Justicia superou o Palmeiras nas penalidades | UESLEI MARCELINO/Getty Images
Defensa y Justicia superou o Palmeiras nas penalidades | UESLEI MARCELINO/Getty Images

O Defensa jogou como uma grande equipe. Como um gigante. É por isso que ele alcançou a glória. E por isso que houve justiça. Por isso, deu um golpe histórico no Brasil e deixou uma marca que ficará gravada na memória e na históriaDiário Olé, sobre o título

"O time de Beccacece jogou sem complexos ou amarras. Despojado de medos. Com autoridade para sair e impor condições desde o início. Com substância para disputar cada bola como se fosse a última. Com garra para marcar território quando fosse necessário. Com a coragem de não se intimidar em nenhum momento e sob nenhuma circunstância contra um rival de peso, que tem uma equipe armada com um orçamento milionário. Mas principalmente com o jogo. Com futebol. Com dinâmica para desmarcar, circulação e dinâmica para desmarcar. E é por isso que todos gritaram em um grito tão merecido quanto inapelável: o de campeão", concluiu o 'Olé'.

Defensa venceu o jogo em Brasília por 2 a 1 | BUDA MENDES/Getty Images
Defensa venceu o jogo em Brasília por 2 a 1 | BUDA MENDES/Getty Images