"Impossível fixar uma data" para retomar o futebol, diz ministro dos Esportes italiano

AFP
Qualquer data de retorno da Serie A vai depender da 'curva de contágio' da Itália, segundo o ministro dos Esportes, Vincenzo Spadafora (centro)
Qualquer data de retorno da Serie A vai depender da 'curva de contágio' da Itália, segundo o ministro dos Esportes, Vincenzo Spadafora (centro)

O ministro dos Esportes da Itália, Vincenzo Spadafora, alertou nesta quarta-feira que "é impossível estabelecer uma data" para o retorno do campeonato de futebol, no momento em que o país continua sua luta contra a pandemia de coronavírus.

"Esperamos que todos os campeonatos possam ser retomados. Ao mesmo tempo hoje é impossível estabelecer uma data tendo a certeza", afirmou Spadafora, depois de ser questionado no Parlamento italiano.

"Temos que esperar pelos dados da curva de contágio nas próximas duas semanas. Faz apenas dois dias que o país iniciou a fase de desconfinamento progressivo. A partir de então, o governo poderá decidir", afirmou.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Oficialmente, o futebol profissional italiano é unânime em seu desejo de concluir o campeonato, interrompido no dia 9 de março, faltando doze rodadas para seu fim. Essa posição, aprovada pelos vinte clubes da Serie A, foi reafirmada no dia 1º de maio.

Os jogadores foram autorizados a retomar os treinos individuais nos centros esportivos de suas equipes nesta semana, mas devem esperar pelo menos até 18 de maio para os treinamentos coletivos.

Na quinta-feira, a Federação Italiana de Futebol (FIGC) se reunirá com um comitê técnico científico do governo para discutir o protocolo médico do exercícios em grupo.

"Esperamos que esta audiência dê continuidade às sessões de treinamento coletivo, sabendo também que o futebol não permite a distância de segurança ou o uso de equipamentos de proteção individual", explicou o ministro, acrescentando que a pressão para a retomada "foi completamente incompreensível aos olhos de milhões de italianos preocupados com sua saúde e trabalho".

"Lembro a vocês que, no momento, as únicas datas precisas são as dos países que decidiram suspender o campeonato", continuou ele, referindo-se à França e à Holanda, que optaram por encerrar suas competições sem tentar jogar as rodadas que faltavam.

Pelo contrário, a Alemanha é o país com o retorno mais avançado de sua liga entre os principais, previsivelmente em algumas semanas, depois que seu governo deu sinal verde ao projeto na quinta-feira.

As federações nacionais têm até 25 de maio para informar à Uefa se seus campeonatos serão retomados, em que datas e em que formato.

Leia também