Impasse segue e futuro de Bota e Flu no Carioca será definido neste sábado


O mistério em torno das partidas envolvendo o Botafogo e o Fluminense na retomada do Campeonato Carioca continua. Após cerca de quatro horas de uma reunião online convocada pelo STJD, os dois clubes não chegaram a um consenso com a Ferj e os demais clubes sobre quando voltarão a campo para a reta final da Taça Rio.

A mediadora optou por marcar um novo encontro para este sábado, a partir das 11h, para tentar definir o impasse. E, em caso de novo desacordo, ficará nas mãos do STJD bater o martelo sobre quando o Tricolor das Laranjeiras e do Alvinegro entrarão em campo. Segundo a tabela programada pela Ferj, a volta de ambas as equipes nesta rodada de retorno em meio à pandemia do novo coronavírus acontecerá na próxima segunda-feira.

O Botafogo enfrentará a Cabofriense, às 17h30, no Nilton Santos. Já o Fluminense medirá forças com o Volta Redonda, no Maracanã, às 20h.

Na reunião, os mandatários do Fluminense, Mário Bittencourt, e do Botafogo, Nelson Mufarrej, voltaram a pedir 15 dias de treinamento para a equipe ficar em condições de disputar a sequência do Estadual. Ambos se ampararam no pico de mortes por coronavírus no Rio de Janeiro, que aconteceu há 15 dias, e também destacaram que os jogadores estão parados há cerca de três meses.

Houve uma explanação médica. Rubens Lopes, dirigente da Ferj, e Alexandre Campello, mandatário do Vasco, além do médico Márcio Tannure, do Flamengo, tiraram dúvidas dos demais dirigentes sobre o combate ao novo coronavírus. Convidado, o médico do esporte da USP e membro do comitê de análise da Fifa, André Pedrinelli, frisou da necessidade de uma semana de treino para cada três ou quatro semanas de paralisação.

O dirigente cruz-maltino chegou a adotar um tom conciliador em determinado momento, sugerindo meio-termo nas datas, mas exigiu que o retorno ocorresse ainda no fim do mês de junho. Porém, o Fluminense e o Botafogo mantiveram o desejo de só atuarem nos dias primeiro e 4 de julho, enquanto a Federação decidiu que as duas equipes vão atuar nos dias 22 e 25 de junho.

Em meio ao impasse, a mediadora Juliana Loss optou por definir no dia seguinte.












Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também