IAAF retira medalhas olímpicas de atletas duas turcas

Istambul, 29 mar (EFE).- A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) anunciou nesta quarta-feira a anulação dos resultados das competições dos últimos quatro anos das atletas turcas Gamze Bulut e Elvan Abeylegesse, por doping.

Dessa forma, Bulut perde a medalha de prata obtida nos 1.500 metros nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, que ficará com a russa Tatyana Tomashova, antes quarta colocada. Isso porque a campeã, a também turca Asli Çakir Alptekin, também perdeu o posto por punição. O ouro será da bareinita Maryam Yusuf Jamal, e o bronze, da etíope Abeba Aregawi.

Bulut também ficará sem o título europeu obtido em Helsinque na mesma prova, no mesmo ano. A principal beneficiada será a espanhola Nuria Fernández, que chegou na quinta colocação, mas herdará o ouro porque as quatro competidoras que foram mais rápidas que ela foram desclassificadas por consumo de substâncias proibidas.

No caso de Abeylegesse, foram retiradas duas medalhas de prata obtidas nos Jogos de Pequim, em 2008, nos 5 mil e nos 10 mil metros, segundo informações da agência de notícias turca "Anadolu".

Nos 5 mil metros, a prata deverá ir para a etíope Meseret Defar, e o bronze, para a queniana Sylvia Kibet. Já nos 10 mil, o segundo lugar provavelmente será da americana Shalane Flanagan, e o terceiro, de Linet Chepkwemoi Masai, também do Quênia. A IAAF já havia anulado os resultados da turca entre os anos de 2007 e 2009 por doping.

A Federação Turca de Atletismo também proibiu Abeylegesse de participar de competições locais durante dois anos, pela mesma razão. EFE