Uefa expulsa time da Albânia de competições europeias por 10 anos

EFE

Tirana, 29 mar (EFE).- A Uefa decidiu excluir o Skënderbeu, da Albânia, de todas as competições europeias de futebol pelos próximos dez anos e multou o clube em 1 milhão de euros por manipulação de resultados em mais de 50 partidas, informou a imprensa local.

Em um relatório feito por inspetores da Uefa em fevereiro, o Skënderbeu é acusado de ter manipulado o resultado de jogos do Campeonato Albanês, da fase preliminar da Liga dos Campeões e de vários amistosos.

Segundo o jornal "Panorama", o clube foi informado da punição no último dia 21, mas a informação só vazou hoje. A Uefa, no entanto, ainda não comunicou oficialmente a expulsão do Skënderbeu.

A Comissão de Ética e Disciplina da Uefa teria tomado a decisão se baseando em uma investigação que reúne dados do Sistema de Detecção de Fraudes de Apostas (BFDS).

Além disso, os inspetores da entidade teriam recebido ameaças de morte para não prosseguirem com o caso, segundo a imprensa local.

Essa será a primeira vez que uma equipe da Albânia recebe uma punição tão severa da Uefa por manipulação de resultados.

O jornal "Sport Ekspres" afirma que a decisão da Uefa é uma "sentença de morte" para o Skënderbeu, mas a punição não surpreendeu muito o presidente do clube, Ardjan Takaj, que já a esperava.

"Estamos convencidos de nossa inocência e se a Corte Arbitral do Esporte mantiver essa decisão, provavelmente recorreremos ao Tribunal Federal da Suíça", disse o dirigente à imprensa local.

Takaj também garantiu aos torcedores do Skënderbeu que a equipe estará na Liga dos Campeões na próxima temporada.

Em fevereiro, milhares de torcedores do clube se reuniram na principal avenida da cidade de Korçë para protestar contra uma possível expulsão do Skënderbeu das competições europeias.

"Não matem o nosso sonho", pediram eles à Uefa.

O clube já tinha sido excluído de competições da entidade anteriormente devido a fraudes em partidas da temporada 2016-2017, mas a punição foi bem mais branda. EFE


Leia também