Idosa é condenada a 25 dias de prisão porque seus galos cantam de madrugada

Yahoo Notícias
Dora com alguns dos galos que estão perturbando os vizinhos — Foto: Fabiana Assis/G1/Reprodução
Dora com alguns dos galos que estão perturbando os vizinhos — Foto: Fabiana Assis/G1/Reprodução

Resumo de notícia

  • Defesa vai recorrer da decisão

  • Desde que a ação judicial começou, um dos galos morreu; agora são 3

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Dora Dias, de 68 anos, foi condenada a 25 dias de prisão por perturbação de tranquilidade. O motivo: seus galos cantam de madrugada e atrapalham o sono dos vizinhos em Santa Rita do Passa Quatro (SP). A defesa da senhora vai recorrer da decisão.

Na chácara em que mora há 23 anos, Dora costumava ter quatro galos. Os moradores da casa que dá para os fundos do terreno decidiram procurar a prefeitura para reclamar dos animais. Segundo o casal reclamante, as aves ficavam cantando durante toda a madrugada em uma árvore debaixo da janela de seu quarto.

Leia também:

Eles afirmam que só levaram a reclamação ao Ministério Público depois que a idosa ignorou a notificação do Centro de Zoonoses para retirar os galos do quintal. Dora afirma que nunca foi procurada pelo casal, e que só soube do incômodo deles quando recebeu a notificação judicial.

Um dos quatro galos morreu desde o início do processo. De acordo com a defesa da idosa, os três restantes não ficam mais no quintal durante a noite, e sim em um cômodo na parte da frente do terreno.

“Vamos recorrer de tudo. Ocorreu uma grande injustiça nesse processo e o Colégio Recursal vai reconhecer e absolver ela”, diz o advogado de defesa.

Esse já é o segundo processo apresentado contra os galos de Dora Dias pelo mesmo motivo. O primeiro foi julgado improcedente.

O promotor de Justiça Elio Daldegan Júnior afirma que a situação virou caso de Justiça porque Dora não quis fazer um acordo mesmo depois de várias reuniões de conciliação.

Leia também