Mano Menezes dá primeiro treino no Inter e deixa recado: 'Simplificar é o caminho inicial'

·3 min de leitura


A era Mano Menezes teve início no Internacional nesta quarta-feira (20) . O novo técnico do Colorado participou da primeira atividade com os atletas e também deu a tradicional entrevista coletiva de apresentação.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Ao lado do presidente Alexandre Barcellos, do diretor Paulo Autuori (dois dos maiores entusiastas de sua contratação), além de Emilio Papaléo (Vice-Presidente de Futebol) e William Thomas, novo diretor executivo de futebol, Mano foi bastante claro ao expor suas ideias de jogo. O técnico declarou que não se pode priorizar características defensivas ou ofensivas:

- Penso futebol de forma bem completa, não conheço times vencedores que se comportam só de forma reativa, que só se comportam ofensivamente ou que só propõem, pois às vezes o adversário propõe melhor do que a gente e nesse dia tem que ter outro tipo de solução. Futebol para mim é tudo isso - disse o treinador, antes de seguir.

- Uma equipe bem organizada faz recuperar muita coisa, e quando as coisas precisam ser recuperadas, simplificar é o caminho inicial. Colocar as coisas nos devidos lugares. Falo sempre que, se tem 10 coisas complexas que devemos fazer num jogo, se fizermos cinco bem no próximo jogo, já estamos avançando, a confiança aumenta. Essa parte anímica vem junto, porque é um contexto. Estávamos falando do torcedor. Se as coisas estão indo bem e o torcedor vem com a equipe, principalmente quando se joga como mandante. Teremos muitos jogos num curto espaço de tempo, o calendário apertou um pouco mais com a Copa, então temos que ter os jogadores muito bem condicionados, porque quase todos eles serão utilizados - agregou.

Em relação às modificações na área diretiva do clube, sendo uma delas justamente a chegada de Autuori, o novo comandante entende que tudo faz parte de um processo onde ele se vê parte do estabelecimento de uma filosofia:

- Precisamos saber construir o caminho para chegar onde queremos chegar, porque não é tão fácil, da noite para o dia. Me parece claro que o Inter está buscando construir essa estrutura que dê sustentação para o trabalho de busca por uma filosofia. A chegada de profissionais como o Paulo (Autuori), o William (Thomas), juntamente com a união da ideia da direção, a condição de podermos avançar na direção que o clube pretende ir e eu faço parte dessa equipe que vai buscar isso.

Mano Menezes também abordou, em um misto de alerta e cautela, as expectativas e objetivos que podem ser traçados tanto no início como no decorrer dos resultados obtidos:

- Às vezes se cria falsas expectativas, e a expectativa grande às vezes vem acompanhada de uma frustração, e não podemos deixar isso acontecer. Vamos fazer as coisas, transmitir a ideia, mostrar uma evolução, às vezes não tão rápida como se espera, mas sempre que o torcedor sinta uma melhora. Eu penso que a pior coisa que tem é terminar o trabalho no ano e sentir que tem que recomeçar tudo no janeiro do ano que vem. O torcedor sente essa frustração, e passa a ser mais impaciente. Temos que encontrar esse equilíbrio.

- Eu estou aqui porque o Inter enfrentou dificuldades. No futebol brasileiro, é impossível dizer como será o Brasileirão. O ano passado tem um exemplo local para não esquecer. BR até a 10° começa a definir as turmas. Queremos lutar na parte da frente - apontou.

Mano Menezes comandará o Internacional pela primeira vez no próximo domingo, diante do Avaí, às 19h, no estádio do Beira-Rio, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Mano Menezes - Internacional
Mano Menezes - Internacional

Mano volta ao clube depois de 20 anos (Divulgação/Internacional)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos