Ibope em SP: Covas tem 26% e Russomanno, 20%; Boulos, 13%, e França, 11%, crescem na pesquisa

João Conrado Kneipp
·2 minuto de leitura
Pesquisa Ibope mostra Covas e Russomanno na liderança pela corrida eleitoral em São Paulo. (Fotos: Cleia Viana/Câmara dos Deputados e Rodrigo Paiva/Getty Images)
Pesquisa Ibope mostra Covas e Russomanno na liderança pela corrida eleitoral em São Paulo. (Fotos: Cleia Viana/Câmara dos Deputados e Rodrigo Paiva/Getty Images)

A pesquisa Ibope, encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo, apontou que Bruno Covas (PSDB) e Celso Russomanno (Republicanos) seguem liderando a corrida eleitoral pela Prefeitura de São Paulo.

Divulgada nesta sexta-feira (30), esta é a primeira pesquisa Ibope na qual o atual prefeito da capital e candidato à reeleição com o apoio do governador João Doria (PSDB) aparece a frente do candidato do presidente Jair Bolsonaro em São Paulo.

Covas e Russomanno, no entanto, são seguidos por Guilherme Boulos (PSOL) e Márcio França (PSB), que diminuíram a distância em relação ao levantamento anterior.

Covas tem 26%, ganhando 4 pontos percentuais a mais do que a consulta anterior, do dia 15 de outubro, quando tinha 22% e estava em 2º lugar. Russomanno aparece com 20%, uma queda de 5 pontos percentuais ao levantamento feito há duas semanas, onde aparecia liderando com 25%.

A diferença do candidato do Republicanos para o terceiro colocado também diminuiu. Boulos, que antes aparecia com 10%, agora tem 13%, um aumento de 3 pontos percentuais em relação a 15 de outubro.

Leia também

Já Márcio França se manteve em quarto lugar com 11%, um aumento de 4 pontos. O candidato do PT, Jilmar Tatto, tinha 4% e agora está com 6%.

Arthur do Val (Patriota), que tinha 2%, chegou a 3%. Joice Hasselmann (PSL), aparece com 2%.

Levy Fidelix (PRTB), Andrea Matarazzo (PSB) e Orlando Silva (PCdoB) têm 1%. Filipe Sabará (Novo), que anunciou a desistência da candidatura após ser expulso da legenda e ter sido vetado pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo), também tem 1%.

Vera Lúcia (PSTU) e Marina Helou (Rede), e Antonio Carlos Silva (PCO) tiveram menos de 1%.

Os brancos, nulos ou que não pretendem votar em nenhum dos candidatos somam 10%. Não sabem ou não responderam são a 5%.

Leia mais sobre a eleição para prefeito em São Paulo:

REJEIÇÃO EM SÃO PAULO

A pesquisa também perguntou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Os percentuais foram os seguintes:

  • Celso Russomanno: 38%

  • Joice Hasselmann: 26%

  • Bruno Covas: 20%

  • Levy Fidelix: 22%

  • Guilherme Boulos: 22%

  • Jilmar Tatto: 18%

  • Filipe Sabará (desistiu da candidatura)*: 16%

  • Arthur do Val: 15%

  • Orlando Silva: 14%

  • Vera Lúcia: 12%

  • Andrea Matarazzo: 12%

  • Marina Helou: 11%

  • Antonio Carlos Silva: 11%

  • Márcio França: 10%

  • Poderia votar em todos: 4%

  • Não sabe/não respondeu: 11%

A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Foram ouvidos 1.204 eleitores na cidade de São Paulo entre os dias 28 e 30 de outubro e o índice de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral com o número SP‐01331/2020.