Hyoran é apresentado no Galo e busca sequência que não teve nos tempos de Palmeiras

Valinor Conteúdo
LANCE!
Hyoran disse que vem buscar seu espaço na equipe mineira- (Bruno Cantini/Atlético-MG)
Hyoran disse que vem buscar seu espaço na equipe mineira- (Bruno Cantini/Atlético-MG)


O Atlético-MG segue apresentando suas novidades para o ano de 2020. Nesta quarta-feira, mostrou oficialmente o meia Hyoran, de 26 anos, que veio por empréstimo do Palmeiras até o fim desta temporada.

O jogador, que teve 61 partidas pelo alviverde desde que foi contratado, em 2017, destacou que no Galo poderá ter uma sequência maior de jogos e mostrar mais o seu jogo.

-Quero fazer um ano diferente dos outros, conquistando mais. Mais objetivos próprios para ajudar o Galo nos objetivos coletivos.Acho que, na minha última temporada, fui bem nas oportunidades que tive. Não tive muitas chances. Acredito que neste novo ano, aqui no Galo, as coisas serão diferentes. Vim para ajudar e mostrar meu potencial dentro de campo-disse.



Hyoran destacou o momento da carreira e escolha certa vir jogar no Atlético-MG.

-Eu escolhi estar aqui no Galo. Foi no momento certo da minha carreira. Fiquei muito feliz e ansioso até o acerto. Quando cheguei aqui, estou com o coração em paz para trabalhar e fazer grande temporada- comentou o meia, que se colocou à disposição do técnico Rafael Dudamel para jogar em qualquer parte do campo.

-Onde o Dudamel me colocar, estou disposto a ajudar. Tive conversa com ele, me perguntou onde eu gostava de jogar. Ele viu vídeos meus jogando pelos lados. Disse que jogava por dentro também. Ele fará a escolha- disse Hyoran

História forte com a tragédia da Chape

O meia Hyoran tem uma ligação forte com a Chapecoense, pois é nascido em Chapecó e revelado pelo clube catarinense. Ele não esteve no voo da tragédia que vitimou a delegação que ia para a Colômbia, em 2016, por estar lesionado no joelho. O assunto ainda mexe com o jogador, que estava acertado com o Palmeiras para 2017.

- Muito difícil falar desse momento, por tudo que nós passamos. Lembro que na minha época minha escolha não foi ficar, porque não iria ajudar a Chapecoense naquele momento. Não teria estrutura para corresponder. Mas eu escolhi estar aqui no Galo, em Minas - disse o jogador.













Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também