Hulkenberg substituirá Mick Schumacher na Haas em 2023

Hulkenberg no GP da Arábia Saudita

Por Abhishek Takle

ABU DHABI (Reuters) - O alemão Nico Hulkenberg fará um retorno em tempo integral à Fórmula 1 na Haas na próxima temporada, depois que a equipe norte-americana anunciou o piloto nesta quinta-feira como substituto do compatriota Mick Schumacher.

A Haas optou pela experiência em vez da juventude com o veterano de 35 anos, que já disputou 181 corridas na categoria sem subir ao pódio uma única vez, juntando-se ao piloto dinamarquês Kevin Magnussen, de 30 anos, na equipe.

"Estou animado por ter a oportunidade de voltar a fazer o que mais amo... Temos trabalho pela frente para poder competir com todas as outras equipes do meio do grid e mal posso esperar para entrar nessa batalha novamente", disse Hulkenberg em um comunicado da equipe antes do Grande Prêmio de Abu Dhabi, que encerra a temporada

Hulkenberg, que venceu a prova automobilística de 24 Horas de Le Mans com a Porsche em 2015, correu pela última vez em tempo integral na Fórmula 1 em 2019, com a Renault, e testará com a Haas em Yas Marina na próxima semana.

Ele foi substituto do mexicano Sergio Perez e do canadense Lance Stroll na Racing Point em 2020 e de Sebastian Vettel na Aston Martin nas corridas do Barein e da Arábia Saudita este ano. Todos foram afastados pela Covid-19.

A contratação de Hulkenberg deixa Schumacher, de 23 anos, sem vaga após duas temporadas na categoria.

O campeão da Fórmula 2 de 2020 se envolveu em alguns acidentes custosos nesta temporada, mas marcou seus primeiros pontos e está em 16º na classificação geral.

Schumacher disse nas redes sociais que estava "muito desapontado" por sair.

"Às vezes fui instável, mas melhorei constantemente, aprendi muito e agora tenho certeza de que mereço um lugar na Fórmula 1", disse ele sobre suas duas temporadas.

"O assunto está tudo menos encerrado para mim. Os contratempos só o tornam mais forte. Meu fogo queima pela Fórmula 1 e vou lutar muito para voltar ao grid de largada."

(Reportagem de Abhishek Takle em Abu Dhabi e Alan Baldwin em Londres)