Hulk se destaca em vitória do Galo na Libertadores e torcedores provocam: 'Salvando emprego do Cuca'

Lucas Humberto
·3 minuto de leitura

Desencantou? Na noite desta quarta-feira (27), o Atlético-MG recebeu o América de Cali e, depois de infinitas tentativas, conseguiu balançar as redes duas vezes com um herói nada improvável: Hulk. A partida, válida pela Conmebol Libertadores, terminou em 2 a 1 favorável ao plantel de Cuca e colocou o Galo na liderança do Grupo H, somando quatro pontos. Luis Sánchez marcou pelos visitantes, após uma saída de bola completamente equivocada de Tchê Tchê.

O placar, contudo, simbolizou muito pouco da partida, afinal, o clube mineiro teve totais condições de golear seu adversário. Só no primeiro tempo foram 10 finalizações e um amplo domínio da posse de bola. Aliás, Nacho Fernández teve mais uma atuação de gala no meio-campo e controlou com categorias as ações da faixa central.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A superioridade foi refletida principalmente no amplo domínio pelo lado direito, com boas participações de Guilherme Arana e Keno. Matías Zaracho apresentava muita regularidade, mas infelizmente saiu lesionado na segunda parcial após sofrer um 'pisão' de Igor Rabello. Sobrou, então, para Nathan dar um passe primoroso na direção de Hulk, que sofreu um pênalti e converteu no seu melhor estilo: forte e bem direcionado.

Nathan foi expulso já no final da partida, depois de dar uma entrada mais dura no adversário e protagonizar uma confusão típica de Libertadores.

Hulk sofreu pênalti após bom passe de Nathan. | Pool/Getty Images
Hulk sofreu pênalti após bom passe de Nathan. | Pool/Getty Images

O segundo tento veio depois de uma bela jogada de Jefferson Savarino, que se recuperou muito bem depois de ter atuação mediana no primeiro tempo. Joel Graterol, goleiro do América de Cali, também teve desempenho destacado e fez defesas impecáveis.

Maior personagem da partida, Hulk caiu na graça dos torcedores e teve até pedido para Seleção Brasileira. Vale lembrar que ele começou a partida no banco e só entrou no segundo tempo. Confira principais reações:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Em entrevista concedida depois da partida, transmitida pela Conmebol TV, Hulk destacou a importância de pensar um jogo após o outro: "Futebol é isso, cada dia uma nova história. Voltei a falar que a declaração não foi para desfavorecer o Cuca, respeito demais, mas é aquela vontade própria de se cobrar. Me cobro bastante no dia a dia. E é isso. O bom do futebol é criar oportunidades. Graças a Deus consegui entrar, ajudar meus companheiros, que é muito importante. Conseguimos o objetivo, que era a vitória e agora é já focar no jogo decisivo que temos neste final de semana". Relembre a polêmica declaração do atacante neste artigo.

Pela Libertadores, o Galo volta a campo na próxima terça-feira (27), diante do Cerro Porteño. A partida acontece às 19h15 de Brasília e terá novamente o Mineirão como palco.