Hulk perde pênalti, e Palmeiras e Atlético-MG empatam na semi da Libertadores

·3 minuto de leitura
Zaracho e Dudu brigam por bola durante o primeiro jogo da semifinal da Libertadores (Foto: Fernando Bizerra - Pool/Getty Images)
Zaracho e Dudu brigam por bola durante o primeiro jogo da semifinal da Libertadores (Foto: Fernando Bizerra - Pool/Getty Images)

Em duelo válido pela ida das semifinais da Copa Libertadores da América 2021, Palmeiras e Atlético-MG empataram por 0 a 0 no Allianz Parque. O jogo ficou marcado pelo pênalti perdido no primeiro tempo por Hulk, e o excessivo números de faltas e as poucas chances de gol para ambos times.

A partida decisiva entre essas equipes acontece na próxima terça-feira (28), às 21h30, no Mineirão, com 30% de ocupação do estádio.

Leia também:

No sábado (25), o foco volta a ser no Brasileirão. Às 19h, o Verdão encara o Corinthians na Neo Química Arena. Já o Galo visita o São Paulo, às 21h, no Morumbi.

POUCO ESPAÇO NO PRIMEIRO TEMPO

A partida começou com o Atlético-MG controlando a posse de bola, enquanto o Palmeiras marcava em bloco baixo, esperando jogadas de velocidade. A primeira chegada foi dos visitantes, em chute cruzado de Arana para fora, aos 13 minutos.

Ambas equipes tinham dificuldades na criação de jogadas. O Galo não conseguia infiltrar na zaga alviverde, e o Verdão, que defendia com uma linha de cinco, sofria para acionar seus jogadores mais avançados.

ASSIM NÃO, HULK!

Em um primeiro tempo truncado e de poucos espaços, o Galo teve oportunidade de ouro para abrir o placar. Aos 40 minutos, Jair recebeu lançamento da zaga e cruzou para a área. Gustavo Gómez chegou atrasado em Diego Costa, e o paraguaio cometeu pênalti.

Hulk cobrou a penalidade na trave e desperdiçou a chance de colocar os mineiros na frente. Esse foi o primeiro pênalti perdido pelo camisa 7 em tempo normal pelo Atlético. Ele já havia errado na disputa de pênaltis contra o Boca Juniors, nas oitavas de final.

DIEGO COSTA LESIONADO

Nos minutos iniciais da segunda etapa, as equipes não mudaram suas estratégias, e novamente o Atlético-MG deu o primeiro golpe, com chute de fora da área de Hulk, por cima da meta de Weverton.

Aos 8 minutos, Diego Costa sentiu lesão muscular na posterior de coxa esquerda e pediu para ser substituído. Keno entrou na vaga do camisa 9.

JOGO DE XADREZ DE ABEL E CUCA

Mesmo com a saída de Diego Costa, o Galo seguia comandando as ações da partida. Buscando outra dinâmica para sua equipe, Abel Ferreira colocou Deyverson e Wesley nas vagas de Luiz Adriano e Dudu, respectivamente. Minutos depois, o português colocou Danilo na vaga de Felipe Melo.

O Verdão ganhou mais velocidade, mas seguia sem emplacar uma boa jogada ofensiva. Do outro lado, Cuca trocou Zaracho por Vargas.

A melhor chance em todo o segundo tempo veio em falta cobrada por Hulk aos 35 minutos. Longe do gol, ele calibrou o pé e a bola foi rasante, passando perto da trave de Weverton.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 0 X 0 ATLÉTICO-MG

Data: 21 de Setembro de 2021, terça-feira
Horário: 21h30 (horário de Brasília)
Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP
Árbitro: Patricio Loustau-ARG
Assistentes: Diego Bonfa-ARG e Gabriel Chade-ARG
VAR: Mauro Vigliano-ARG
Público/renda: Portões Fechados
Cartões amarelos: Zé Rafael (PAL); Zaracho (CAM)
Cartões vermelhos: -
Gol: -

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Piquerez; Zé Rafael (Patrick de Paula, 39/2ºT), Felipe Melo (Danilo, 23/2ºT), Raphael Veiga e Dudu (Wesley, 19/2ºT); Rony (Gabriel Veron, 39/2ºT) e Luiz Adriano (Deyverson, 19/2ºT). Técnico: Abel Ferreira

ATLÉTICO-MG: Everson, Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Arana; Jair, Allan, Zaracho (Vargas, 29/2ºT) e Nacho Fernández (Nathan, 40/2ºT); Hulk (Sasha, 40/2ºT) e Diego Costa (Keno, 9/2ºT). Técnico: Cuca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos