Hudson critica início do Cruzeiro, mas celebra classificação

Volante da Raposa comemora classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil apesar da derrota para o São Paulo em pleno Mineirão

Um dos principais nomes do Cruzeiro na classificação diante do São Paulo, nas partidas válidas pela quarta fase da Copa do Brasil, Hudson fez a sua análise do revés por 2 a 1 no Mineirão, o primeiro em 22 partidas da atual temporada.

Titular de Mano Menezes desde a contusão de Henrique, o volante crê que a Raposa fez um bom jogo no duelo de ida, no Morumbi, mas demorou a engrenar no Gigante da Pampulha:

"A gente fez um grande jogo lá. Acho que aqui a gente começou o jogo muito recuado, o São Paulo impôs a partida, nos deixou no campo de defesa, mas o mais importante é que conseguimos a classificação aqui hoje", afirmou.

"O comecinho nosso foi muito difícil, não encaixamos a marcação. O São Paulo propôs o jogo e acabamos tomando o gol cedo. Mas tivemos maturidade para igualar o placar. O mais importante foi a classificação, é uma pena que perdemos a invencibilidade, mas uma hora isso ia acontecer, não dá para vencer sempre. Agora é pensar no América", acrescentou.

Ele ainda fez a sua análise sobre a maratona de jogos que o Cruzeiro terá nos próximos dias. Caso avance contra o América-MG, pelo Campeonato Mineiro, o time terá jogos válidos pela final e ainda enfrentará o Nacional, do Paraguai, pela Copa Sul-Americana, em Assunção.

"O que pesa muito são os jogos decisivos. Começou contra o Nacional aqui, numa intensidade muito maior que os jogos do Mineiro. Esses jogos prejudicam o rendimento, mas precisamos superar isso. Se não superar, não vamos ficar com nenhum título", concluiu.