Hotel da Copinha que gerou diarreia em jogadores é interditado

Foi interditado pela Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo nesta quinta-feira o Hotel Alpino, em São Roque, onde estavam as delegações de Ceará, Madureira e Rio Claro. As três equipes, que estiveram hospedadas no hotel, na cidade de São Roque, tiveram casos de jogadores com indisposição estomacal, fazendo com que seus desempenhos na Copinha não fossem dos melhores.

As três equipes estavam hospedadas na cidade porque a sede do Grupo 22 da competição, Alumínio, não possui hotel. O Sharjah Brasil, clube da cidade sede que completa o grupo, fez a sua concentração do elenco em sua sede própria e, por isso, não foi afetado pelo caso que tem prejudicado os jovens jogadores. Preocupados com a alimentação oferecida pelo hotel, vários jogadores buscaram a solução através de serviços de entrega de comida, evitando comer o que estava à disposição no Alpino.

Leia também:

Ao todo, 61 pessoas passaram mal depois de estarem hospedadas no Hotel Alpino. Destas, 48 foram jogadores dos três times que se enfrentaram na primeira fase e 13 outros integrantes das comissões técnicas de Ceará, Madureira e Rio Claro.

De acordo com informe feito pela Vigilância Sanitária, a interdição se deu por causa de diversas irregularidades sanitárias constatadas após uma visita técnica no local. A instituição havia dado 48 horas, a partir de segunda-feira, para a desocupação do prédio até que a situação seja resolvida pela administração do hotel.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O clube mais afetado foi o Rio Claro, que além de ter 18 jogadores com intoxicação alimentar identificada, 12 deles tiveram de ser hospitalizados, junto de mais dois membros da comissão técnica do clube.

O Madureira, de 19 jogadores levados para a competição, 16 foram afetados pelo surto, sendo que apenas um sentiu a necessidade do atendimento no hospital.

Já o Ceará, fechando a conta, teve 14 atletas de seu elenco passando mal e cinco deles precisaram de internação em hospitais para maiores cuidados médicos.