Hotel de Cristiano Ronaldo não será hospital contra coronavírus: como a manchete ganhou as páginas

Goal.com

Durante uma pandemia não são apenas os vírus que se espalham, mas as fake news também correm soltas. Um caso disso pode ser confirmado na notícia que correu o mundo, que afirmava que Cristiano Ronaldo transformaria alguns de seus hoteis em centros médicos para atender os infectados pelo coronavírus. Uma das franquias, a de Lisboa, respondeu a notícia e afirmou que não existe tal plano. 

"Nós somos um hotel. Não vamos ser um hospital. É um dia como qualquer outro e nós vamos continuar sendo um hotel. A imprensa tem nos telefonado", falou um porta-voz do hotel ao RTL Nieuws, da Holanda.

A informação de que o hotel se transformaria em um hospital foi dada pelo jornal espanhol Marca, um veículo de comunicação bastante popular na Espanha. 

Os casos de coronavírus não param de crescer ao redor do mundo. Estima-se que mais de 160 mil pessoas tenham sido infectadas no mundo, e mais de 6 mil morreram devido à doença. Em Portugal há 245 casos confirmados da enfermidade.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também