Hospital atualiza boletim médico de Pelé: 'Sinais vitais estáveis'

Pelé segue internado e apresenta melhora clínica (Foto: Richard Lewis/AP)


O Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, atualizou nesta terça-feira o boletim médico de Pelé, que segue internado na unidade desde o dia 29 de novembro, quando apresentou um quadro de infecção respiratória. O Rei de Futebol trata um câncer no colón direito desde 2021.

O novo comunicado foi emitido pelo geriatra e endocrinologista Fabio Nasri, pelo oncologista Rene Gansl e por Miguel Cendoroglo Neto, diretor-superintendente médico e serviços hospitalares do Hospital Israelita Albert Einstein.

- Edson Arantes do Nascimento foi internado no Hospital Israelita Albert Einstein no último dia 29 para uma reavaliação da terapia quimioterápica do tumor de colón, identificado em setembro de 2021. O paciente segue evoluindo com melhora progressiva do estado geral, em especial da infecção respiratória. Permanece em quarto comum, com sinais vitais estáveis, consciente e sem novas intercorrências - diz o boletim.

ESTADO DE SAÚDE
Em janeiro deste ano, o corpo médico fez o diagnóstico de câncer metastático, ou seja, generalizado. O tumor primário no intestino se expandiu para outros órgãos do corpo de Pelé, como o fígado e o pulmão.

O ídolo do futebol mundial também sofre com problemas de locomoção desde 2018, quando passou por uma cirurgia no quadril. Pelé, que completou 82 anos no dia 23 de outubro, também realizou uma cirurgia de retirada de um cálculo renal em 2019.

A Folha de S. Paulo publicou que Pelé passa por cuidados paliativos, procedimento que visa diminuir o desconforto de pacientes sem perspectiva de cura. Apesar disso, duas das filhas do Rei, Flávia e Kely Nascimento, concederam entrevista ao Fantástico, da Globo, e garantiram que o ex-jogador "não está se despedindo no hospital".