Horner vê Verstappen como primeiro nome na lista da Mercedes caso Hamilton saia em 2021

Luke Smith
·3 minuto de leitura

A renovação de contrato de Lewis Hamilton com a Mercedes por apenas um ano levanta questões sobre o futuro do britânico na Fórmula 1 e com a equipe, com muitos questionando a possibilidade de uma aposentadoria após 2021. E para a Red Bull, Max Verstappen deve ser o primeiro nome da lista da equipe alemã caso Hamilton deixe a Mercedes após 2021, confirmando ainda a existência de uma cláusula de saída no contrato do holandês.

Caso Hamilton decida se afastar da F1 no final do ano, Verstappen é visto como uma das opções para substituir o heptacampeão na Mercedes, ao lado de George Russell, apesar do holandês ter um contrato com a Red Bull até 2023.

Leia também:

F1: McLaren revela que não registrou problemas nos primeiros testes com motor Mercedes Red Bull quer seguir produzindo motores em 2025, mas não descarta possibilidade de "parceria interessante" F1: McLaren dá primeiras voltas com MCL35M em Silverstone

Mas como é comum nos contratos de pilotos, Verstappen possui uma cláusula de performance que permite a rescisão do acordo antes do previsto. Um exemplo disso é Sebastian Vettel, que conseguiu dissolver seu contrato com a Red Bull no final de 2014 para assinar com a Ferrari após uma temporada difícil com a equipe austríaca.

A Red Bull havia dado indícios anteriormente de que o contrato de Verstappen teria algo do tipo, mas a confirmação veio apenas na segunda (16), através de Christian Horner durante uma coletiva.

"Todos os pilotos tem esses dispositivos de performance, a realidade é que isso sempre existiu. Há um elemento desses no contrato de Max, mas não vou explicar a fundo. Não está relacionado com o motor, tratando-se de uma performance binária em um certo período de tempo".

"Mas acaba sendo mais uma questão de forçar ou não um piloto que não quer estar ali, depende mais do relacionamento do que o que está no contrato. Você só tira o contrato da gaveta quando há um problema".

"O nosso relacionamento com Max é muito forte. Ele acredita no projeto, acredita no que estamos fazendo. Ele vê o investimento que a Red Bull está fazendo, o nosso compromisso com os motores, ele acredita nas pessoas da equipe".

"Estou confiante que não teremos que mexer com cláusulas contratuais. Acho que tudo depende de entregarmos um carro competitivo. É isso que ele quer, é isso que nós queremos. Ele precisa disso, nós precisamos disso. Então estamos na mesma situação".

Perguntado se estava preocupado com a possibilidade da Mercedes abordar Verstappen caso Hamilton saia, Horner disse que, para ele, seria lógico que o holandês fosse o primeiro nome da lista.

"Tenho certeza que, se Lewis decidir parar, Max estaria naturalmente no topo da lista deles. Mas eles também têm George Russell. Eles têm outros pilotos disponíveis. Novamente, tudo depende do relacionamento e de entregarmos um carro competitivo".

"Não há garantias para 2022. É uma folha em branco. Se tivermos uma mudança na ordem, é porque teremos uma grande mudança no regulamento".

Verstappen assinou seu contrato atual com a Red Bull no começo de 2020, comprometendo-se com a marca austríaca por mais quatro anos. Após tornar-se o vencedor mais jovem da F1, em sua estreia com a Red Bull em 2016, o holandês venceu mais nove vezes, terminando em terceiro no Mundial de Pilotos em 2019 e 2020.

Enquanto isso, a Mercedes não tem nenhum piloto confirmado para 2022 e além. Os contratos de Hamilton e Valtteri Bottas chegam ao fim em 2021, enquanto George Russell também se encontra no último ano de seu acordo com a Williams.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

MCLAREN: Veja o 1º carro revelado em '21 e detalhes da volta da MERCEDES ao time

PODCAST #088 - F1 na Band e o 'fico' de Hamilton: o que esperar de 2021?

Your browser does not support the audio element.