Homem finge ser dirigente do São Raimundo-RR e aplica golpe de R$ 1,3 mil em jogador

Treino do time São Raimundo-RR, clube usado na atuação do golpe (Foto: Reprodução/Instagram)


O jogador de futebol Walace Raynan Barros de Sousa, de 20 anos, foi vítima de um golpe. O jovem recebeu o contato de uma pessoa que se passou por Jorge Nonato, vice-presidente do São Raimundo de Roraima. Em conversas, o golpista ofereceu uma vaga no time profissional com a promessa de um salário de R$ 2 mil até dezembro.

Rayna, que mora no Pará, já estava de malas prontas para a mudança para Roraima quando percebeu o golpe que lhe custou um prejuízo de R$ 1,3 mil. Em entrevista ao site GE, ele contou como foi a abordagem.

+Nenê, do Vasco, recebe duas multas em blitz da 'Lei Seca' e terá de pagar R$ 3,2 mil

Segundo o jovem, o golpista havia prometido salário, passagem aérea para o jogador se apresentar no clube, estadia em Boa Vista e uma oportunidade para jogar as competições do clube em 2023.

- Eu estava parado, buscando jogar profissionalmente e quando chegou uma oportunidade dessa eu fui acreditando, ele mandava fotos do clube, dizia que era vice-presidente. Era um sonho essa oportunidade. A gente não tem condições, corremos atrás, emprestamos dinheiro, tiramos de onde não tinha - disse o jovem paraense.

O único ônus do acordo era a o valor da taxa R$ 1,3 mil, cobrada para o suposto pagamento da transferência do jogador e, assim, ele ter um contrato firmado e regularizado pelo clube. O jovem compartilhou todas as conversas e imagens com a reportagem. O golpista usava fotos e nomes de pessoas vinculadas ao São Raimundo de Roraima.

- No início eu achei que era o São Raimundo aqui do Pará, de Santarém, mas depois ele disse que era o São Raimundo de Roraima. Fui ver no Instagram do time e todas as fotos que ele me mostrava estavam lá. Até busquei na internet para saber se o vice-presidente do São Raimundo da gestão 2023 era esse Jorge, e tava lá que era. Daí eu acreditei - contou o jovem.

O São Raimundo-RR emitiu uma nota oficial nas redes sociais na noite dessa quarta-feira para esclarecer que o golpe. Na publicação, clube afirmou que o golpista faz uso ilegal da imagem dos profissionais e do time que trata os jogadores com honestidade e não negocia valores por redes sociais ou aplicativos de mensagem.

+ Jornalista condena postura da La Liga após nova provocação a Vini Jr: 'Palavras são somente palavras'