Holanda x EUA: Blind comemora gol da Holanda com o pai

Holanda x EUA: Blind comemora gol com o pai na vitória da Holanda sobre os Estados Unidos.  ANP KOEN VAN WEEL (Photo by ANP via Getty Images)
Holanda x EUA: Blind comemora gol com o pai na vitória da Holanda sobre os Estados Unidos. ANP KOEN VAN WEEL (Photo by ANP via Getty Images)

Holanda x EUA abriu as oitavas de final da Copa do Mundo do Catar. E na primeira partida, classificação da equipe europeia após bater os estadunidenses por 3 a 1. Memphis Depay, Daley Blind e Dumfries marcaram para os holandeses. Haji Wright descontou para os Estados Unidos.

E um dos gols da Holanda foi bem emocionante. Ao marcar o segundo tento da partida, Daley Blind foi comemorar no banco de reservas. E tinha um motivo especial: vibrar junto com o pai, Danny Blind, que é um dos assistentes técnicos do treinador Loius Van Gaal.

Leia também:

O perfil da Copa do Mundo no Twitter destacou o momento e reproduziu uma foto de pai e filho comemorando o gol da Holanda.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Quem foi Danny Blind?

Auxiliar técnico da Holanda desde agosto de 2021, Danny Blind é um dos grandes zagueiros da história do futebol holandês e ídolo do Ajax. Atualmente com 61 anos, foi jogador entre 1979 e 1999. Defendeu apenas dois clubes na carreira: Sparta Rotterdam, de 79 a 86, e o Ajax, de 86 a 99.

Com a camisa do Ajax conquistou a Taça Uefa (equivalente a Liga Europa) em 1992 e a Liga dos Campeões em 1995. Também foi campeão mundial em 1995 ao bater o Grêmio em decisão nos pênaltis. Inclusive Danny foi um dos cobradores.

Em termos de títulos domésticos, faturou cinco vezes o Campeonato Holandês e quatro vezes a Copa da Holanda.

Como jogador disputou 42 partidas com a camisa da seleção holandesa. Disputou as Copas do Mundo de 1990 e 1994, além das Euros de 1992 e 1996, se aposentando da equipe nacional após esse torneio.

Depois de aposentado foi treinador do Ajax entre 2005 e 2006, além de treinador da seleção da Holanda entre 2015 e 2017. No entanto, Blind não conseguiu conduzir a Holanda à Euro de 2016 e foi demitido quando ficou em situação complicada as Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. Mesmo com a demissão do treinador o país não se classificou para o Mundial.