Holanda estreia na Copa com vitória por 2 a 0 sobre Senegal

Com dois gols nos últimos minutos de jogo, a Holanda venceu Senegal nesta segunda-feira por 2 a 0 em sua estreia pelo Grupo A da Copa do Mundo.

A 'Laranja Mecânica', que volta ao Mundial depois de oito anos de ausência, conseguiu sua vitória com gols de Cody Gapko de cabeça aos 84 minutos e Davy Klaassen aos 90+9.

Gapko, volante do PSV Eindhoven, aproveitou cruzamento de Frenkie de Jong da esquerda e se antecipou ao goleiro do Chelsea Edouard Mendy para cabecear a bola para as redes.

"Vi que o goleiro estava se preparando para sair e tudo o que tinha que fazer era me antecipar a ele", afirmou o jogador holandês.

Com o time senegalês desesperado em busca do empate, os holandeses armaram um contra-ataque puxado por Memphis Depay, que entrou na área e bateu colocado para a defesa parcial de Mendy. No rebote, Klaassen fez o segundo.

"Foi um jogo muito complicado, mas sobretudo equilibrado e, no meu ponto de vista, o placar não reflete o que foi a partida", lamentou o técnico de  Senegal, Aliou Cissé.

Com o resultado, a Holanda divide a liderança da chave com o Equador, que no domingo derrotou o Catar também por 2 a 0 no jogo de abertura do torneio.

Um pequeno grupo de cerca de 200 torcedores senegaleses não deixou de apoiar sua seleção, campeã da África, apesar de não contar com sua grande estrela, Sadio Mané.

- De Jong desperdiça -

Ambas as equipes se respeitaram, não arriscaram mais do que o necessário desde o início e tentaram manter a posse de bola.

A 'Laranja Mecânica' nesse cenário assumia mais riscos na hora de sair jogando, pois quando os pontas senegaleses pressionavam a linha de três dos holandeses, ficaram muito perto de roubar a bola e sair cara a cara com o goleiro Andries Noppert.

A Holanda começou a atacar pelo lado direito, por onde caíam o habilidoso atacante Bergwijn e seu companheiro de Ajax Steven Berghuis, além do veloz lateral Denzel Dumfries (Inter de Milão).

Bergwijn armou um rápido contra-ataque após um escanteio de Senegal pela direita e tocou no meio para Berghuis, que serviu De Jong dentro da área, mas o volante do Barcelona demorou a chutar e acabou sendo travado pela defesa.

Depois o jogo voltou à monotonia, com dois times que alternavam a posse de bola, mas não davam trabalho aos goleiros.

Aos 40 minutos, a Holanda tentou mais uma vez, com um chute de fora da área de Berghuis que saiu por cima do gol.

Diante do pouco volume ofensivo de sua equipe, o técnico holandês Louis Van Gaal colocou Memphis Depay no lugar de Vincent Janssen no segundo tempo.

O atacante do Barcelona, que não jogava desde que se machucou em setembro, deu outra cara à 'Laranja Mecânica'.

No entanto, foi Senegal quem esteve perto de abrir o placar aos 28 minutos, com um chute de Gana Gueye da entrada da área, mas o goleiro Noppert salvou a Holanda.

Até que veio a reta final da partida e os holandeses saíram comemorando.

"A verdade é que fiquei bastante tranquilo porque estava convencido de que iríamos marcar. Estávamos em melhor forma que eles", disse Van Gaal. "Creio que foi uma vitória merecida".

O próximo compromisso da Holanda será na sexta-feira contra o Equador, enquanto Senegal enfrenta o Catar no mesmo dia.

ma/mcd/cb