Histórica, Ana Thaís Matos revela detalhes da cobertura da Seleção Brasileira na Copa do Mundo

Ana Thaís Matos tem sido um dos destaques da Globo na cobertura da Seleção (Foto: Reprodução/Instagram)


Escalada para participar da transmissão da partida da Seleção Brasileira contra a Croácia, nesta sexta-feira, às 12h, pelas quartas de final da Copa do Mundo, Ana Thaís Matos promete mais uma participação histórica na TV. Na estreia do Brasil no Mundial do Qatar, a jornalista se tornou a primeira mulher a comentar um jogo da Seleção em Copas na TV aberta no Brasil e vem quebrando barreiras na Globo nos últimos anos.

Durante entrevista concedida ao "Extra", Ana Thaís Matos falou um pouco mais sobre a oportunidade que recebeu nesta Copa do Mundo, comentou sobre a relação com o icônico narrador Galvão Bueno e revelou um pouco dos bastidores da cobertura na Globo.

- Esta Copa será um marco. Em 2018 já tinha sido, porque depois ganhei a oportunidade de trabalhar de forma fixa na TV. A Copa do Catar me transformou para sempre como profissional. Entendi o peso e a responsabilidade de falar da seleção brasileira numa TV aberta. Eu posso fazer não sei mais quantas Copas, mas essa tem sido especial - disse Ana Thaís.

+ No Qatar, irmã de Neymar relaxa em piscina de hotel de luxo antes da partida da Seleção na Copa do Mundo

Sobre a parceria com Galvão Bueno, que "abriu as portas" das transmissões da Seleção Brasileira para que Ana Thaís Matos pudesse comentar as partidas, a jornalista rasgou elogios ao narrador e disse que "ele sempre foi extremamente profissional e carinhoso" com ela.

- Sou muito suspeita para falar do Galvão. Desde a primeira vez que participei do “Bem, amigos!”, ele sempre foi extremamente profissional e carinhoso comigo. Nós temos uma relação feliz, sincera e profissional. É um privilégio fazer parte da última Copa dele como narrador. Troco ideia com todos os comentaristas sobre os jogos que eles cobriram, principalmente no café da manhã, já que estamos todos no mesmo hotel - revelou.

+ Casagrande diz que Seleção é favorita contra Croácia na Copa do Mundo, mas tem problemas a serem resolvidos

Além disso, a jornalista também comentou sobre a sua rotina de trabalho no Qatar, com a cobertura exclusiva da Seleção Brasileira.

- Como estou em função da seleção brasileira, vou a treinos, coletivas e faço entradas ao vivo no “Encontro” (programa da Globo). Por conta disso, tenho visto até menos jogos do que se eu estivesse no Brasil - revelou a jornalista.

+ Depois de platinar cabelo para torcer pela Seleção, ex-padrasto de Neymar muda visual: 'Cara de prostituto'

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.