Hey, Jude! ‘Maestro’ da Inglaterra na Copa, Bellingham teve número aposentado no clube que o revelou


A torcida da Inglaterra presente no estádio Al Bayt no último domingo (4) se rendeu ao jovem Jude Bellingham, um dos destaques da seleção inglesa nesta Copa do Mundo, e cantou a música ‘Hey Jude’, dos Beatles, lendária banda britânica. O jogador foi um dos grandes nomes dos Três Leões na vitória por 3 a 0 sobre Senegal, que classificou a equipe às quartas de final da competição.

Atleta mais valioso deste Mundial, avaliado em 202 milhões de euros (R$ 1,2 bilhão, na cotação atual), o garoto tem sido decisivo e ganhou até uma função diferente durante o torneio. Se a posição usual de Bellingham é volante, nos dois últimos jogos ele atuou mais adiantado, como um meio-campista que joga mais próximo dos atacantes. E desde que o técnico Gareth Southgate adotou essa função ao atleta, o English Team venceu duas vezes, ambas por 3 a 0 - País de Gales, na última rodada da fase de grupos, e Senegal, pelas oitavas de final da Copa.

+ Harry Kane é o herói na classificação da Inglaterra na Copa; veja notas da vitória sobre Senegal!

Com isso, Jude Bellingham se tornou o ‘maestro’ da seleção inglesa com somente 19 anos. E quem deve estar cheio de razão neste momento é o chinês Xuandong Ren, que foi CEO do Birmingham City entre 2017 e maio do ano passado, quando foi retirado do cargo após forte pressão da torcida, já que violou o fair play financeiro, o que resultou em perda de pontos, além de problemas de relacionamentos internos e processos abertos contra ele.

Dong, como é chamado, estava à frente do futebol dos Blues em junho de 2020, época em que Bellingham foi vendido ao Borussia Dortmund, da Alemanha, por 30 milhões de libras (R$ 203,6 mi, na cotação do momento). E após o negócio fechado, o então homem forte da equipe inglesa resolveu aposentar a camisa 22, número que era utilizado por Bellingham.

A ação foi ridicularizada por toda a Inglaterra, até mesmo pelos torcedores do Birmingham, já que essa honraria costuma ser dada para atletas que possuem grande história no clube em questão, o que não era o caso de Jude. A promessa, que tem se tornado realidade no futebol mundial, jogou desde os 13 anos e por lá se profissionalizou aos 16. Mas no ‘time de cima’, o meio-campista atuou apenas durante uma temporada e sem grande destaque. Com quatro gols e duas assistências em 44 jogos, Jude passou longe de ser decisivo em um ano esportivo que o Birmingham lutou para não ser rebaixado à terceira divisão do Campeonato Inglês.

Jobe Bellingham - Birmingham City
Jobe Bellingham - Birmingham City

Bellingham no início da carreira, ainda nas categorias de base do Birmingham (Foto: Reprodução / Instagram)

- Para ser honesto, provavelmente não mereço (a aposentadoria da camisa), em termos de minhas atuações em campo - disse Bellingham em entrevista ao ‘The Times’, no ano passado, reconhecendo o exagero da honraria.

Mas a justificativa de Dong para a ideia de aposentar a camisa de Jude Bellingham foi ‘para lembrar um deles e inspirar outros’. O próprio ex-CEO afirmou isso em um jantar especial para convidados no St Andrew's, estádio do Birmingham, um dia após a promessa assinar o seu contrato com o Borussia.

+ Confira a tabela da Copa do Mundo e simule o mata-mata da competição

O crescimento do ‘eterno camisa 22’ dos Blues após deixar o clube que o revelou tem comprovado a projeção não só de Dong, como de muitos no Birmingham, como o ex-zagueiro Paul Robinson, que treinou Bellingham no time sub-23.

- Ele foi um divisor de águas para nós. Mesmo como um adolescente jogando contra homens, ele era um talento excepcional - afirmou ao The Athletic.

Na classificação inglesa para as quartas de final da Copa do Mundo, vencendo Senegal por 3 a 0, Bellingham não fez gol, mas deu a assistência para Jordan Henderson abrir o placar, aos 38 minutos do primeiro tempo, e três minutos depois iniciou a jogada que terminou no segundo gol, marcado por Harry Kane - primeiro do astro nesta edição do Mundial.

Bellingham - Inglaterra x Senegal
Bellingham - Inglaterra x Senegal

Bellingham celebra um dos gols da Inglaterra sobre Senegal (Foto: JACK GUEZ / AFP)

- Os primeiros 35 minutos foram difíceis. Eles (Senegal) eram realmente compactos, de alta energia atléticos .Eles entraram algumas vezes pelas laterais, e foi um daqueles jogos em que precisávamos fazer o primeiro gol. Sabíamos que quando o fizéssemos estaríamos em uma boa posição. O (primeiro) gol foi muito bem trabalhado - destacou Jude Bellingham após o triunfo sobre os Leões de Teranga.

Outro jovem da atual geração de jogadores ingleses, ainda que três anos mais velho que Bellingham, Phil Foden se mostrou cauteloso com as expectativas com o companheiro de seleção, mas ao mesmo tempo opinou o que pensa. Ele acredita que Jude será um dos grandes atletas da sua posição no futebol mundial.

- Não quero exagerar muito em Jude Bellingham, porque ele ainda é jovem, mas é um dos jogadores mais talentosos que já vi. Não vejo fraqueza no jogo dele. Ele tem tudo e vai ser o melhor meio-campista do mundo, com certeza -
declarou o atacante que deu duas assistências no triunfo inglês contra os senegaleses.

Com todo esse holofote sobre ele, Bellingham dificilmente permanecerá no Borussia Dortmund após o fim da temporada europeia, no meio do ano que vem. Na Inglaterra, Chelsea, Liverpool e Manchester City já demonstraram interesse no jogador. O Real Madrid, da Espanha, também espera contar com o meio-campista no segundo semestre de 2023. No entanto, o atleta tem contrato com o Borussia até junho de 2025, e os aurinegros querem, pelo menos, 150 milhões de euros (R$ 828,2 mi, na cotação atual) para liberar a promessa.