Hewitt celebra final da Davis: 'O trabalho duro tem suas recompensas'

Davis Cup Finals


Após colocar a Austrália de volta à final da Copa Davis, 19 anos depois da última final disputada, o capitão Lleyton Hewitt, ex-número 1 do mundo, comentou a grande campanha de sua equipe, que apesar de tradicional, estava longe do favoritismo.

"Toda equipe fez sacrifícios para estar aqui, tanto os jogadores como os que formaram o time. Eles fizeram esforços por mim durante todo o ano. Eles merecem jogar um grande confronto no domingo. O trabalho duro tem suas recompensas", comentou o capitão que foi campeão do torneio como jogador em 1999 e 2003.

"Eu tento estar incentivando os jogadores da forma como precisam, dependendo de como cada um funciona", revelou o segredo.

Questionado sobre a ida à final mesmo sem ser favoritos, Hewitt comentou: "Austrália fez história em muitas ocasiões na história da competição. Eu gostaria que a final fosse na Austrália, na Rod Laver Arena. Estou muito orgulhoso dos meus rapazes, de todo amor que colocam em quadra. Sabíamos que não erámos favoritos diante da Croácia, mas gostamos de estar nessa posição".

Hewitt ainda falou sobre seus possíveis adversários, que saem do confronto entre Itália e Canadá: ""Não acompanhei muitos jogos do outro lado da chave. Amanhã assistirei à semifinal para ver como jogam e estarmos preparados. A Itália fez um grande esforço diante dos Esatdos Unidos, demonstrou grande paixão. O Canadá tem dois grandes jogadores em simples e nas duplas venceram há alguns anos. Sabemos o que esperar dos dois possíveis rivais. Será uma grande final".