Heróis da Pandemia: conheça a motogirl Morena di Bernardi

Yahoo Notícias

Ficar em casa e evitar a contaminação e a disseminação do Covid-19 deveria ser a regra para todos os brasileiros. Mas mesmo o isolamento social depende de uma série de pessoas que continuam saindo às ruas diariamente para prestar serviços básicos necessários para manter esse isolamento.

O Yahoo inicia nesta segunda-feira (8) uma série de vídeos para retratar histórias desses profissionais, os heróis da pandemia, que saem às ruas por sobrevivência.

Morena tem 26 anos e trabalha há 6 como motogirl. Por muito tempo, ela foi do ramo de estética animal, mas sua paixão por motos falou mais alto. 

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Em casa, Morena tem duas motos: uma para o trabalho e outra para o lazer: “Pilotar me desestressa. Vento no rosto, cabeça cheia de ideias. O trânsito polui a cabeça, mas pista livre, sem nada na frente, a mente voa. Penso em projetos, melhorias para a vida”. 

Nas ruas, cada dia é um novo dia. De acordo com ela, as corridas nunca são iguais. E a pandemia colaborou ainda mais para isso. 

A demanda por delivery de refeições aumentou, mas juntamente, aumentou o preconceito: “Uso luvas, máscara, mantenho distância, uso álcool em gel entre as entregas. Mas muitos me olham com cara de nojo, até derrubam a entrega no chão, com nojo”.

Para ela, ser autônomo não é fácil: “As empresas de aplicativo não prestam auxílio nenhum. Se precisar de ajuda, o atendente não está nem aí para o problema. Você é apenas uma peça”.



Morena acredita que logo tudo vai passar e foca em seu maior sonho: ter uma empresa de motos.

Leia também