Hernández descarta titularidade e vê ‘disputa sadia’ no Santos

Após uma espera de mais de três meses, Vladimir Hernández finalmente conseguiu jogar pelo Santos. E logo de cara, o colombiano engatou uma sequência de duas partidas, já que entrou em campo no segundo tempo do empate com o Sporting Cristal, na última quinta, no Peru, pela estreia na Libertadores, e foi titular na goleada de 4 a 1 sobre o São Bernardo, no domingo, pelo Paulistão.

Contra o Bernô, inclusive, o colombiano foi um dos destaques e distribuiu duas assistências para os gols de Bruno Henrique e Rafael Longuine. Mesmo após a boa impressão inicial, o atacante ainda não se vê como titular da equipe comandada por Dorival Júnior.

“Estou muito feliz pela estreia no Paulista e por fazer as coisas bem. Vi a entrevista do professor (Dorival) e um só jogo não vai fazer eu ser titular no seguinte. Há uma disputa sadia, todos são bons e treinam da melhor forma para jogar bem cada partida. Tenho que seguir trabalhando e dar o melhor em cada oportunidade. Partida a partida demonstrar meu futebol e que o Dorival me tenha em conta”, disse o colombiano em entrevista coletiva nesta terça-feira.

Atualmente, Vitor Bueno é o titular pelo lado direito do ataque. Porém, o meia de origem não vive boa fase e vem sendo criticado pela torcida. Apesar disso, Hernández preferiu tecer elogios ao camisa 7.

“Creio que há uma competição sadia, acabei de chegar nesse grande time e havia uma base desde o ano passado com grandes resultados, segundo lugar (no Campeonato Brasileiro). Pelos lados há grandes jogadores, Copete, Bueno, Bruno… Quero ganhar um grão de areia na equipe a cada dia. Vou apoiá-lo a cada momento (Bueno)”, completou o colombiano.