Ansioso por jogar na Vila, Hernández diz: 'Mandante tem que ser forte'

Experiente em disputas de Libertadores pelo Junior Barranquilla, da Colômbia, o atacante Vladimir Hernández crê que a receita certa para a classificação do Santos na Libertadores é vencer em casa e empatar fora. Conseguir esse feito é uma das maiores metas da equipe santista e o Pequeno Gigante fará o possível para ajudar.

- Libertadores é assim. Mandante tem que ser forte, ganhar todas, e obviamente conseguir empates ou vitórias como visitante. É um dos objetivos do grupo. Passar da primeira fase. Essa Copa é sempre complicada, rivais difíceis, mas a equipe está trabalhando para passar muito bem desta fase - explicou.

Depois de quatro anos sem participar da Libertadores, o Peixe reestreou na competição quinta passada, com empate por 1 a 1 com o Sporting Cristal, no Peru. Na próxima quinta, a equipe fará o primeiro jogo como mandante, diante do The Strongest, às 21h45 na Vila Belmiro. A expectativa é grande, já que terá casa cheia. Para o camisa 16, estrear no Alçapão é uma grande responsabilidade.

- A expectativa é grande. É uma responsabilidade muito grande estrear na Vila. Um estádio com muita história, onde passaram grandes jogadores. Chego e quero fazer as coisas bem, primeiramente ganhar o carinho da torcida, que sempre está apoiando a equipe em cada partida - concluiu.

Hernández estreou pelo Peixe contra o Sporting Cristal, no Peru, e foi titular contra o São Bernardo. Ele deverá iniciar a partida no banco de reservas.








E MAIS: