Herbert Burns vê estreia no UFC como chance de colocar carreira em "outro patamar"

No dia 25 de janeiro, Herbert Burns vai realizar um antigo sonho na carreira: estrear pelo Ultimate. No UFC Raleigh, o brasileiro encara Nate Landwer e não escondeu a empolgação por finalmente pisar no octógono. Apesar de já ter passado por grandes eventos, como o ONE Championship e Titan FC, o peso-pena (66 kg) sabe que a sensação de estar no principal show de MMA do mundo é a chance de mudar seu patamar.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, o lutador, que deu seus primeiros passos no MMA profissional em 2012, afirmou que desde o início se preparou para esse momento. Apesar da grande expectativa, o atleta tupiniquim rechaçou uma pressão a mais pelo seu debute e destacou que está preparado para a peleja.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“É a realização de um sonho. Dentro de mim eu sempre soube que tinha nível para estar no UFC, treinei sempre com caras duros, maioria dos meus parceiros de treino estão no UFC, então sabia que tinha nível de estar lá e brigar pelo topo. Realizar isso é bom para mostrar meu valor. É uma luta que pode alavancar e mudar a minha carreira, colocar em outro patamar. Vai ser a minha estreia no UFC, maior evento do mundo. Venho me preparando para isso a minha carreira toda no MMA. Então estou bem feliz com a estreia”, disse, emendando.

“Já lutei em outros eventos anos, como no ONE para 25 mil pessoas. Então tenho uma certa experiência. Já fiquei em córner em eventos do UFC, já senti como é. No Contender a pressão você tem que finalizar, era o único jeito de conseguir um contrato, porque era muito favorito. Agora eu posso ganhar por decisão que não tem essa pressão. Posso lutar seguro. Mas não será isso que vou fazer. Quero terminar a luta antes da decisão”, contou.

Mas para sair tudo como planejado em sua estreia na franquia, Herbert precisa passar por Nate Landwer, que também vai debutar no UFC após fazer suas últimas cinco apresentações no evento russo M-1. Mas com a confiança em alta de quem precisou passar pelo ‘Contender Series’ para assinar com o Ultimate, o brasileiro sabe o que precisa fazer para sair com o braço levantado: retornar às origens e usar seu jiu-jitsu.

“Ele vai tentar impor sua estratégia, eu vou impor a minha e acabar com ele antes do tempo (risos). Ele vai tentar fugir do chão o máximo possível. Não vai querer fazer luta agarrada comigo. Tenho trabalhado bastante a minha trocação, está afiada. Mas a estratégia é a de sempre: derrubar, colocar meu jiu-jitsu. Se der para finalizar no primeiro round, vou fazer. Vou colocar a minha pressão. É usar a trocação, wrestling e quando derrubar, usar o jiu-jitsu. Tenho certeza que se tiver algum momento de luta agarrada vou finalizar”, afirmou.

Herbert Burns fez sua estreia no MMA em 2012, possuindo nove triunfos e duas derrotas na carreira. Nate Landwer também deu seus primeiros passos na modalidade no mesmo ano que o brasileiro, mas tem mais lutas em seu cartel. O americano anotou 13 triunfos e dois reveses.

Leia também